(77) 9.9906-1346
DESTAQUES DO LEM NEWS

É comum o temor de que a criação de uma inteligência artificial superdesenvolvida possa resultar na destruição da humanidade, algo bastante alardeado em histórias de ficção científica na literatura e no cinema. Entretanto, para o presidente da divisão de inteligência artificial da Google John Giannandrea, esse medo não faz sentido.

“Há uma grande quantidade de alardes injustificados sobre a IA neste momento”, afirmou Giannandrea durante a conferência TechCrunch Disrupt nesta terça-feira (19). “E a coisa chegar em ‘alguém vai produzir uma inteligência sobre-humana e então teremos todas essas questões éticas’ é injustificado e beira o irresponsável”, continuou o executivo.

 

A mensagem pode ser vista como uma resposta direta às preocupações levantadas por outro grande nome da tecnologia na atualidade, o empresário multibilionário Elon Musk. Ele já deixou bem claro o seu temor em relação às máquinas inteligentes, afirmando que elas podem ser as responsáveis pela Terceira Guerra Mundial e também pelo fim da raça humana.

Na mesma conferência, o responsável pela divisão de inteligência artificial da Google garantiu que a sua empresa realiza investimentos em segurança e ética quando o assunto é esse tipo de tecnologia. Além disso, ele se mostrou totalmente despreocupado com um possível “fim do mundo” causado pelas máquinas, como visto em filmes como O Exterminador do Futuro e Matrix.

“Definitivamente, eu não estou preocupado com o apocalipse da IA”, afirmou. “Eu apenas me incomodo com o hype e com o barulho que algumas pessoas têm feito”, finalizou o executivo não sem antes cutucar mais uma vez as preocupações demonstradas por Musk.

Fonte:TECMUNDO
voltar   home   subir  imprimir
  PUBLICIDADE


| Todos os Direitos Reservados |