LEM News - Notícias que realmente interessam!
(77) 9.9906-1346
DESTAQUES DO LEM NEWS

A empresa Effect Produtora é mais uma das patrocinadoras do MISS LEM E MISS JUVENIL LEM e estará fazendo toda a filmagem do evento e transmitindo tudo ao vivo nas redes sociais.
Isso mesmo! Caso infelizmente você que mora aqui em LEM, ou em outras cidades, estados ou até fora do Brasil, não possam estarem presentes, torcendo por sua candidaqta no evento, não precisa se preocupar! pois a Effect trará o concurso até você ao vico!
Fantástico, não é ?

" Em tempos de crise quem se destaca sai vencedor "
Ok Comunicação desenvolveu as melhores soluções para sua empresa. Impressão digital
Placas
Painéis
Adesivos
Locação de outdoor
Evelopamento de veículo
Projetos para festas

E muitos outros serviços.

Confira você também !
Contato: (77) 99141-5560
Kewdourado@hotmail.com

PRINCIPAL MOTOS: Patrocinador Oficial Miss Lem
Olá pessoal !
Você que está precisando trocar de óleo de sua moto ou dá aquela revisada, vai até a PRINCIPAL MOTOS , lá ela oferece peças qualificadas, acessórios, oficina especializada e muito mais .
Dá uma passadinha lá e confira !
Localizada : Rua Lençóis
Barrio: Santa Cruz
N-708
QD- 51
L-1
Luís Eduardo Magalhães
Tele: (77) 3629-3662
 

Mais um Look perfeito que está arrasando 👏
Dão uma passadinha lá na BELL MODAS e confira

Aguardem as novidades !
Localizado no Oeste Shopping popular
Barrio: Santa Cruz, loja 05.
Whatsapp: (77)9 9973-7905
Patrocínio : Bell Duarte

Açaí na Marmita 😍
Uma marmita cheia de açaí, Frutas ,leite condensado, e muitos adicionais de sua preferência !
Está esperando o quê? Peça já a sua marmita de açai no Rei do Açaí.
Rua Itabuna, Qd 74, lote 24, bairro Santa Cruz, em frente a praça do Onero Costa.
Tele entrega: (77)99952-8794

Coordenador geral: Dogival Alves Teixeira Alves

 

NIT CURSOS PROFISSIONALIZANTES: PATROCINADOR OFICIAL MISS LEM

Aqui na NIT você se torna um profissional no mercado de trabalho. Adquirindo diversos cursos de qualidade.

A NIT oferece a você :
*Informática
*Contabilidade e apuração de Imposto
*Condutor de vendas e telemarketing
*Design gráfico
*Analista de suporte técnico
*Web design
*Auto cad
*Programação JAVA

TEL:(77) 3628 5954
Rua: Paraíba 969, centro -Luis Eduardo Magalhães

 

ESTAS SÃO ALGUMAS DAS PUBLICAÇÕES DE ESTER CALMO É CANDIDATA AO MISS LEM 2017

Fonte: LEM NEWS

Jusmari Oliveira, uma grande liderança do estado da Bahia, provavelmente irá assumir uma vaga no auto escalão do governo Rui Costa.

Fontes seguras dissem que ela estará indo no começo da tarde de hoje, quinta-feira 24, para a Capital Salvador para fazer os acertos finais para a ocupação deste cargo de grande relevância estadual, e mais ainda para o Oeste Baiano.

 

Fonte: LEM NEWS

Empresário José Deusmar, um homem que conseguiu transformar o seu sonho em realidade,  e com muitos anos de trabalho árduo em um dos negócios mais admirados e com maior clientela do setor em todo o Oeste Baiano.


Há 19 anos, um homem bom de coração e alma, honesto, determinado e extremamente trabalhador, que acreditava e acredita sempre no seu potencial e de sua família, tirava do papel o seu sonho tão planejado durante muitos anos e o colocava em ação: nascia a empresa Tela Mar, indústria de telas e alambrados!


Cleiton e Cleuber (foto abaixo) filhos  do Sr. Deusmar e D. Neide, a genialidade, o profissionalismo e determinação herdadas e também adquiridas com seu grande mestre, seu pai.

O início não foi nada fácil, a falta de incentivos do governo e financiamentos para quem iniciava um negócio, fez com que o fundador da empresa, ao invés de comprar então os modernos e necessários equipamentos para a fabricação das telas e alambrados, caros e de difícil aquisição, conseguisse esses equipamentos construídos por suas próprias mãos, nos fundos de sua residência, haja vistas que o fundador da empresa, já naquela época acumulava mais de 2 décadas de trabalhos como um distinto soldador e caldeireiro industrial e conseguia confeccionar complexos equipamentos industriais com uma impressionante facilidade.

 

A Tela Mar, empresa pioneira em Luís Eduardo Magalhães, que ajudou imensamente no desenvolvimento de nossa cidade, é digna de inúmeros elogios por sua grande história de sucesso, desde de sua origem e durante todos esses anos, vem realizando um maravilhoso serviço a nossa sociedade.

Tela Mar hoje é um empreendimento sólido no nosso comércio, todo o Oeste Baiano, e várias outras cidade de outros estados. É uma empresa que pratica e privilegia o trabalho honesto, confeccionando produtos de grande qualidade, com profissionais especializados, atendimento amigo e uma maneira única de atendimento a cada cliente, seguindo uma norma de confecção dos produtos mais adequados para cada cliente.
Tela Alambrado - Produzidas em arame galvanizado, podendo ou não ser revestida com PVC as telas em alambrados são ótimas para fechamento de grandes áreas. Uma forma segura e barata de proteger sua propriedade seja ela, chácaras, casa de campo, cercamentos comerciais e industriais, quadras poliesportivas, condomínios, parques, escolas entre outras infinidades de aplicações.
Tela Mar, uma empresa familiar composta pelo patriarca da família Sr. José Deusmar, sua esposa Neide, juntamente com seus dois filhos Cleiton e Cleuber, viram a união de seus esforços transformarem a empresa pequenina de outrora e uma das maiores e mais tradicionais indústrias do setor em todo o Oeste Baiano, muito requisitada e a grande vencedora em vendas e em todas as pesquisas de opinião pública da cidade.

Tela Mar é a empresa do seguimento de Tela e Alambrados vencedora de todas as pesquisas do Best Of Mind, o maior evento de reconhecimento empresarial de nossa cidade.

Faça uma visita e conheça os seus produtos. A TELA MAR ALAMBRADOS está localizada na Rua Luiz Claudio Nunes Rocha n°123 Jardim Imperial próximo à Galvani e Casa Do Marceneiro. 


Para maiores informações:
Ligue: (77) 3628 -5544 
Whatsapp (77) 99996-0833/99825-0919
www.telamaralambrados.com.

Fonte: LEM NEWS

A decisão de separar a Eletronuclear de sua controladora, a Eletrobras, que será privatizada, coloca em risco a conclusão das obras da usina nuclear de Angra 3 e, em última instância, o avanço do projeto nuclear brasileiro. Segundo especialistas, pode ficar mais difícil financiar Angra 3, empreendimento que começou a ser construído em 1984, tinha orçamento original de R$ 9,9 bilhões, mas que agora ainda depende de R$ 17 bilhões para concluir a obra. Diante da escassez de recursos e do custo bilionário para desmobilizar o projeto após 33 anos, a Eletronuclear busca parceiros privados para finalizar a construção. A Eletronuclear já assinou um memorando de entendimento com a China National Nuclear Corporation (CNNC) para análise das características do empreendimento e deve firmar, em breve, acordo com a russa Rosatom. Caso cheguem a um consenso, o sócio privado entraria com investimentos de R$ 13 bilhões. Caberia à Eletronuclear arcar com os R$ 4 bilhões restantes.

Segundo um executivo próximo à estatal, o anúncio da separação da Eletronuclear e da Eletrobras, cujos termos ainda não foram definidos pelo governo, poderia contribuir para agilizar as negociações em curso:

"O prazo fica mais apertado. O anúncio pode até acelerar as negociações com parceiros privados. Se em setembro o governo federal decidir pela retomada das obras, tem de se fechar a parceria até o fim do ano para que a usina fique pronta em 2024."

Tarifa que não compensa projeto.

A obra enfrenta problemas em série. A construção está paralisada desde setembro de 2015 por envolvimento do projeto nos escândalos de corrupção revelados pela Operação Lava-Jato. A retomada de Angra 3 depende ainda da aprovação do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE). Mesmo que um sócio privado estrangeiro arque com os custos de conclusão da obra, a operação da usina ficaria a cargo da Eletronuclear. Segundo a estatal, depois que for assinado o contrato é necessário um período de seis meses para mobilização de pessoal e preparação de canteiro.

No primeiro semestre, o balanço da Eletrobras inclui um impairment (baixa contábil) de R$ 485 milhões referente a Angra 3. Segundo Aquilino Senra, professor de Engenharia Nuclear da Coppe/UFRJ, a separação das empresas pode ter impacto financeiro.

"A Eletrobras tem um papel importante na articulação junto ao governo federal. Existem outras áreas, porém, que estão fora do âmbito da companhia, como a construção do reator de propulsão naval da Marinha", explica Senra.

Especialistas afirmam que é difícil compreender como a Eletronuclear terá fôlego para tocar os empreendimentos sem o suporte da Eletrobras. No governo anterior, havia propostas de expansão do parque nuclear, com a construção de ao menos uma outra central nuclear no Nordeste. Os projetos, porém, ficaram em compasso de espera.

"A Eletronuclear representa uma questão constitucional. As usinas nucleares são de responsabilidade da União. A empresa desagregaria valor ao negócio. Da maneira que está hoje, é um ativo oneroso. Mas o que vai acontecer quando a Eletrobras perder o controle sobre as empresas? A receita de Angra 1 e Angra 2 é mais que suficiente para manter as usinas. A dificuldade é ter recursos para concluir Angra 3", afirma Olga Simbalista, presidente da Associação Brasileira de Energia Nuclear (Aben).

Por sua vez, o presidente da Associação Brasileira para Desenvolvimento de Atividades Nucleares (Abdan), Celso Cunha, observa que o momento atual é de indefinição sobre o futuro da energia nuclear no país.

"Existe grande indefinição sobre o futuro da energia nuclear, que dependerá das decisões que virão com o novo marco regulatório para o setor. É preciso resolver Angra 3 pois, sem ela, a Eletronuclear é superavitária. Como está, sozinha não se sustenta", diz Celso Cunha ao lembrar que parar as obras exigiria cerca de R$ 12 bilhões.

Mesmo antes da discussão sobre privatizar a Eletrobras, já havia dificuldade para viabilizar Angra 3. Segundo fonte próxima à estatal, Angra 3 vem causando elevados prejuízos que são repassados por meio de baixas contábeis para a Eletrobras. Para viabilizar a usina, seria necessário aumentar a tarifa de Angra 3, fixada em R$ 240 o megawatt/hora (MWh). Segundo a fonte, o valor não remunera o projeto, e aumentar a tarifa de Angra 3 já faz parte das negociações com potenciais parceiros.

"Se não aumentar o valor da tarifa da usina, Angra 3 não tem jeito, nem mesmo se conseguir parceiros. Com essa tarifa, ela não é rentável. Os atrasos na obra geraram custos muito altos", destacou.

Diante do quadro de incerteza, Senra teme que o governo mire em seguida no monopólio de urânio. O país tem a sétima maior reserva do mundo.

"Temo que as mudanças estejam só começando. Isso pode ter impacto na transferência de tecnologia ao país", disse.

Em Brasília, o governo ainda discute os detalhes da privatização da Eletrobras. Segundo o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, só haverá venda de ações da União na privatização da empresa se a diluição da participação do governo não for suficiente para a perda de controle da estatal. O modelo em estudo dentro do governo para a venda da holding prevê que a estatal faça uma oferta de ações na Bolsa, como forma de levantar recursos para pagar ao governo pelas 14 usinas hidrelétricas que foram transferidas à União em 2012, como resultado da medida provisória 579, que buscava reduzir a conta de luz e desarrumou as contas da Eletrobras. Dessa forma, o dinheiro entraria no caixa da União, que perderia o controle da empresa, porque não vai comprar as ações.

"A ideia que foi colocada aqui no Conselho é que, inicialmente, não tenha venda de nenhuma ação (da Eletrobras) por parte da União, do BNDES e dos fundos (de pensão). Porém, se a diluição de capital por emissão de novas ações não for suficiente para a perda do controle, podemos, sim, colocar algumas ações à venda, mas não é essa a proposta inicial", disse o ministro.

Modelo deve ser anunciado na próxima semana.

O único modelo de venda da Eletrobras pelo qual o governo consegue levantar recursos para cobrir o rombo nas contas públicas é o que prevê o pagamento à União pelas outorgas das usinas, após a empresa levantar recursos no mercado. De acordo com Coelho Filho, a modelagem da privatização deve ser anunciada até início da próxima semana.

Mais cedo, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, explicou que a ideia do governo é estabelecer uma modelagem de venda da Eletrobras que pulverize o controle. Ou seja, não deve ser permitido que um único grupo adquira a maioria das ações, a exemplo do que ocorreu com a Vale:.

"A ideia é democratizar o controle."

Fonte: POCA NEGCIOS

Um adolescente de 13 anos foi apreendido acusado de matar a vizinha, Tamires Paula de Almeida, 14, na tarde desta quarta-feira (23), em Goiânia (GO). O crime aconteceu na escadaria do prédio onde os dois viviam - eles também estudavam na mesma escola.

Segundo a polícia, o crime aconteceu por volta das 13h, quando os dois seguiam para o colégio. A garota encontrou o vizinho no elevador e pouco depois foi atacada - ela morava no 5º andar e ele no 11º. "Ele a arrastou até a escada de incêndio e a esfaqueou. A vítima foi atingida por cerca de dez facadas espalhadas pelos braços, pescoço e tórax", contou ao G1 o capitão da Polícia Militar Leonidio Alves de Moraes Júnior. O corpo foi deixado próximo a uma saída de emergência.

O adolescente então seguiu para a escola, onde confessou o crime para um coordenador. Uma equipe da escola correu para o prédio para tentar socorrer Tamires. A própria diretora do colégio foi uma das primeiras a ver a garota morta, ficando bastante abalada. "Uma pessoa foi ao corredor e, sem saber, pediu ajuda no apartamento que era da mãe da vítima. Ela se deparou com a própria filha morta. Foi uma ocorrência muito traumática", acrescenta o PM. Como o colégio é próximo, muitos alunos acabaram indo para a frente do edifício onde o crime aconteceu. 

Coordenador da escola, César Sabino afirmou  que o crime abalou todos e que os profissionais tentaram evitar que a notícia se espalhasse de maneira inconsequente entre os alunos. "Nós tentamos conter, até que a mãe do rapaz ligou para cá, ela não sabia".  Ele diz que "não tinha clima" para seguir com as aulas, que foram suspensas. Amanhã, com luto decretado, também não haverá aula.

A uma psicóloga da Secretaria Municipal de Educação e Esporte e colegas, o adolescente contou que cometeu o crime porque "deu vontade", segundo o jornal O Popular. Já à polícia, ele acrescentou que tinha uma lista com dois nomes de pessoas que gostaria de matar - ambas da escola. Disse, contudo, que a morte de Tamires foi "aleatória". Colegas afirmaram que o garoto era "estranho" e não tinha muitos amigos na escola.

Um vizinho contou que todos do prédio estão chocados com o crime. Ele disse que sempre se encontrava com o adolescente suspeito. "É um condomínio muito familiar. Envolve duas crianças, assusta. Até porque não se sabe o que ocorreu ao certo".

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o prédio, mas já encontrou a adolescente morta. Os profissionais então prestaram assistência à mãe da garota, que passava mal. "Estava em estado de choque e a levamos ao hospital", conta o André Luiz Braga, diretor da Samu na cidade. "Uma cena muito desagradável, que me choca muito como pai".

A polícia não sabe o que motivou o crime. O delegado Paulo Ribeiro, da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios, afirma que o sistema de vídeo do prédio não registrou o homicídio. "As câmeras de segurança mostram ele (adolescente detido) descendo do elevador e saindo do prédio, mas elas não registraram o crime". As imagens não permitem ver se o menino deixou o edifício com uma faca ou outra arma.

 
Fonte: N. Brasil


"Antes de pegá-lo, pensei que talvez iriam achar estranho, mas eu não tenho vergonha. Fiz o que toda mãe deve fazer quando o bebê estiver com fome", contou.

Mesmo com tanta campanha para incentivar a amamentação em qualquer lugar e pelo tempo que for necessário, ainda existem mães que não se sentem confortáveis em alimentar seus pequenos em eventos públicos.

Danielly Katsue não é uma delas. Ela passou por uma situação que poderia deixar muita mulher aflita. ” Meu casamento foi no dia 08 de julho de 2017, em Cuiabá, e meu filho Kauã tinha só 3 meses. Eu o amamentei antes do casamento começar e depois ele dormiu”, contou Danielly em entrevista ao Bebê.com.br. Acontece que a cerimônia durou mais de uma hora e, naturalmente, o bebê começou a sentir fome nesse meio-tempo e ficou bem agitado.

“Ele chorou muito. Minha cunhada tentou acalmá-lo e até outra mãe que estava na igreja tentou amamentá-lo, mas ele não aceitou outro peito, nem a mamadeira”, explicou a mamãe.

Foi quando a noiva percebeu que o filho não estava satisfeito apenas em ser levado até o altar carregando as alianças do casal, mas queria participar ainda mais desse momento especial dos pais. “Antes de pegá-lo, pensei que talvez iriam achar estranho, mas eu não tenho vergonha. Fiz o que toda mãe deve fazer quando o bebe estiver com fome”, ressaltou Danielly. Ela disse, ainda, que logo após a mamada, o pequeno deitou no colo do papai e não chorou mais!

Fonte: BEBE ABRIL

Essa é a Keila Cordeiro, uma jovem cuja beleza está em sua essência e no seu lindo caráter.

Ela acredita em sonhos, não em utopia. Mas quando sonha, sonha alto. Pois está aqui é pra viver, cair, aprender, levantar e seguir em frente.

Ela é isso hoje...
Amanhã, já se reinventou!
Reinventou-se sempre que a vida pede um pouco mais dela.
Ela é complexa, é mistura, é uma linda mulher com cara de menina...

Se perde, se procura e se acha, E quando necessário, enlouquece e deixa rolar...
Não se doa pela metade, não é meio amiga nem tem quase amor!

Ou ela é tudo ou ela é nada. Não suporta meio termos. É boba de tão meiga, mas jamais burra. Ingênua, mas não santa. Ela é pessoa de riso fácil... e choro também!

Ela é uma das Candidatas Selecionadas do Miss Luís Eduardo Magalhães – O maior evento de beleza do interior baiano!!!!

Fonte: LEM NEWS / Thaisa Lima

Fonte: LEM NEWS

Há 9 anos atrás, ao final de sua 2ª gestão, o Prefeito Oziel Oliveira inaugurava a Escola Municipal Aldori Tolazzi, na época um importante marco de investimentos em educação na cidade!

Hoje após 9 anos, esse mesmo prefeito que foi responsável pela construção, o prefeito Oziel Oliveira, esteve presente na festa de aniversário da escola, que aconteceu envolta em muitas manifestações de carinho dos alunos e pais presentes para com o prefeito,   e  várias apresentações artísticas de alunos que foram prestigiadas e elogiadas pelo prefeito e todos os presentes. Teve até bolo na comemoração.

 

Vejam mais fotos na GALERIA DE FOTOS, logo acima nesta mesma página.

 

 

Fonte: Lem News

A consecionária de veículos novos e usados Paulo Veículos, pelo 3º ano consecutivo é eleita a melhor empresa do seguimento em Luis Eduardo Magalhães. Isso se deve ao atendimento amigo, ótimas negociações e veículos com preços e formas de pagamentos que muito tem agradado a todos os clientes.

Paulo Veículos na rua Paraíba  ao lado da Novo Mundo, Tel. 3628-1022 / 9.9818-2371

Fonte: Lem News

Uma oportunidade para quem está buscando se qualificar e ocupar um espaço no mercado de trabalho são as oficinas e workshops que o Senac, em parceria com o Sindilojas, Sesc e Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras está oferecendo. São dois dias de treinamentos e capacitações gratuitas, quarta-feira, 23 e quinta-feira, 24 deste mês em áreas como gastronomia, beleza, informática, gestão e comércio.

 

“Desde 2015 começamos a trazer para Barreiras os cursos do Senac, mesmo antes da entidade ser inaugurada aqui. De lá para cá centenas de pessoas foram capacitadas para atuar do mercado de trabalho ou, mesmo, abrir seu próprio negócio, graças as aulas de gastronomia, garçons, técnicas culinárias, entre outras. Agora, com a inauguração da sede definitiva do Senac, estes treinamentos serão ainda mais frequentes”, avalia o presidente do Sindilojas e vereador, Carlos Costa.

 De acordo com a coordenadora pedagógica do Senac, Beatriz Bernardes, a procura tem sido grande mas ainda há vagas em cursos como:  atendimento criativo, dicas de negócios para trabalhar em casa, como se destacar no mercado de trabalho em tempos de crise, além de outros. “Estamos oferecendo 372 vagas, serão turmas nos três turnos, distribuídas no Sesc, Senac e na cozinha industrial do Senar, a grande demanda nos deixa tranquilos para dar sequência ao nosso trabalho de capacitação”, diz.

Os interessados em ingressar em uma das oficinas oferecidas devem procurar o núcleo de Senac (antigo prédio da Sertaneja), munidos de CPF, identidade e comprovante de residência, no caso de menores de 18 anos, é necessário ainda, as cópias do CPF e identidade do responsável. As inscrições são gratuitas e serão efetivadas mediante a entrega de um quilo de alimento não perecível.

 

 

Fonte: ARATICUM COMUNICAO

 

Um tribunal do júri de Los Angeles, nos Estados Unidos, condenou nesta segunda-feira (21) a Johnson & Johnson a pagar US$ 417 milhões (US$ 1,31 bilhão) por não advertir risco de câncer, ligado ao uso de produtos de talco.

A informação foi veiculada pelo jornal "Los Angeles Times", que aponta se tratar da maior condenação contra a empresa farmacêutica e de produtos de higiene, devido aos numerosos casos investigados pelas autoridades dos Estados Unidos.

De acordo com a publicação, existem mais de 300 processos abertos contra a Johnson & Johnson, apenas na Califórnia. Em todo o país foram abertas mais de 4.500 ações.

Uma das vítimas que foi à justiça contra a empresa foi Eva Echeverría, diagnosticada com câncer nos ovários em 2007. Em depoimento durante o caso, ela garantiu ter usado um mesmo produto durante décadas.

O júri deliberou por dois dias e condenou a Johnson & Johnson a pagar US$ 70 milhões (R$ 220 milhões), apenas para Echeverría. Além disso, US$ 347 milhões (R$ 1,1 bilhão) como multa.

Os advogados da empresa já garantiram que irão recorrer a decisão do júri. Além disso, defenderam que pesquisas científicas garantem que os produtos são seguros.

Veja a nota da empresa sobre o caso, na íntegra:

"Câncer de ovário é um diganóstico devastador e nós somos profundamente solidários às mulheres e famílias impactadas por essa doença. Nós vamos recorrer do atual veredito porque somos guiados pela ciência, que sustenta a segurança do Johnson's Baby Powder. Em abril, o National Cancer Institute’s Physician Data Query Editorial Board escreveu: 'o peso da evidência não sustenta uma associação entre a exposição perianal ao talco e o aumento do risco de câncer de ovário'. Nós estamos nos preparando para julgamentos adicionais nos EUA e nós vamos continuar defendendo a segurança do Johnson’s Baby Powder."

Fonte: G1

 

Fonte: Lem News

A piauiense Monalysa Alcântara, vencedora do Miss Brasil 2017, tem sido alvo de comentários racistas nas redes sociais desde a coroação que aconteceu no sábado (19). A maioria dos comentários tratou da cor da pele de Mona, como é conhecida, dos cabelos cacheados da vencedora, e dizem ainda que a jovem só ganhou porque se vitimizou.

Segundo a mãe da Miss Brasil, Elza Alcântara, Monalysa combate diariamente o racismo e estes comentários maldosos só darão a ela mais vontade de lutar pela igualdade racial. “Agora que ela não vai se calar”, disse.

Elza Alcântara diz ainda que os comentários não incomodam a família e nem mesmo a vencedora. “A família não se posicionou ainda e nem vai falar sobre isso porque o racismo a Mona combate diariamente. Ele ganhou por mérito dela e isso ninguém tira. Quem não gostou da escolha tem direito de expressar sua opinião desde que não nos ofenda”, afirmou a mãe.

A mãe revelou que a filha ainda não teve tempo para se preocupar com a repercussão negativa da escolha dos jurados do Miss Brasil 2017, já que desde a coroação como a mulher mais bonita do país, Monalysa Alcântara tem uma agenda cheia de compromissos e só quer saber de comemorar sua vitória, além de aproveitar a realização desde sonho.

 

“Ela só quer comemorar. Passa o dia concedendo entrevistas, fazendo fotos e ainda não teve tempo para pensar o que fará com as postagens negativas. Todos sabem que racismo é crime no Brasil e se ela desejar denunciar à polícia os comentários maldosos, vamos apoiá-la”, declarou.

Alguns dos comentários são encontrados com a hashtag #MissBrasil, no Facebok e no Twitter. Em um dos posts, uma moça disse que Monalysa tem “Cara de empregadinha”, outros dizem que houve “cota no Miss Brasil”, ou que “achava que o critério era beleza e não ser negra”. Em outro, há a seguinte postagem: "não trouxe nem um cabelo arrumado decentemente (cachos definidos) pro desfile do Miss Brasil e esperam que ela traga a coroa do Miss Universo”.

Após a repercussão negativa, muitos dos perfis responsáveis pelas postagens foram excluídos das redes sociais.

 

Lado positivo

 

As redes sociais também registraram saudações pela vitória da piauiense Monalysa Alcântara na edição de 2017 do Miss Brasil. Pelo twitter a atriz Grazi Massafera elogiou a beleza de Monalysa Alcântara e também a postura da nova Miss Brasil. "Miss Piauí é a que tem a cara do Brasil, linda, elegante, carismática, merece muito nos representar no miss universo #MissBrasil", disse a atriz em uma rede social. A atriz também já participou do Miss Brasil, ficando em 3° lugar em 2004, representando o estado do Paraná.

 
 
Fonte: G1
22
Ago/17

IRACEMA MODAS

 

Fonte: Lem News

O Barcelona publicou em sua conta oficial no Twitter nota oficial na qual aponta que enviou para a Real Federação Espanhola de Futebol uma ação contra Neymar. O clube reivindica o valor de € 8,5 milhões (R$ 31,20 milhões) que o brasileiro recebeu pela renovação de contrato, alegando que o mesmo não cumpriu os termos acordados. Além de cobrar mais 10% sobre esse valor.

No documento, o clube catalão informa também que o Paris Saint-Germain, clube que pagou € 222 milhões (R$ 814 milhões) para contratar Neymar, assume o pagamento desse valor caso o jogador não possa pagar. O Barcelona informa que está defendendo seus interesses após uma decisão unilateral do jogador ao anunciar que não jogaria mais no clube, que levou em consideração a renovação de contrato assinado pelas partes até 2021.

Maior contratação da história do futebol, a saída de Neymar do Barcelona para o PSG foi motivo de polêmicas entre os dirigentes catalães. Na temporada passada, o craque brasileiro negociou e acertou a renovação com o clube até junho de 2021. Mas nesta temporada decidiu trocar a Catalunha por Paris, levando o clube francês a pagar sua cláusula de rescisão.

Neymar se posicionou sobre a diretoria do Barça após a goleada por 6 a 2 do PSG sobre o Toulouse, no domingo passado. Disse que estava triste e que o clube merecia muito mais.

- Não tenho nada a dizer para a diretoria do Barcelona. Para mim... Bom, na verdade tenho o que dizer: que estou muito triste com eles. Passei quatro anos lá e fui muito feliz. Comecei feliz, passei os quatro anos feliz e saí feliz. Mas não com eles. Para mim, eles não deveriam estar na diretoria do Barça. O Barça merece muito mais, e todo mundo sabe disso.

Fonte: G1
22
Ago/17

FOTO SUL

 

Fonte: Lem News

O sangue que escorria de uma abertura do supercílio manchava o rosto de Marcia Friggi, de 51 anos. Do olho esquerdo brotavam lágrimas já que o direito, atingido por um soco, estava tão inchado que a professora de língua portuguesa e literatura de Indaial, em Santa Catarina, mal conseguia abri-lo. Era o primeiro dia de aula de Friggi para aquela turma. E também o primeiro dia do aluno agressor ali.

Os ferimentos físicos, causados por um aluno de 15 anos e documentados em foto, impressionam. Mas as agressões à professora não se encerraram aí. A exposição do caso nas redes sociais de Friggi desencadeou uma nova onda de ataques contra ela, conforme relatou a professora à BBC Brasil:

"Estou estarrecida. Certas pessoas estão escrevendo que eu merecia isso, por meu posicionamento político de esquerda, de feminista. Já atingiram o meu olho, mas não vão me calar. Na sala de aula é uma coisa, mas nas redes sociais tenho todo o direito de me expressar", afirmou a professora, que se desdobra em dois empregos, nas redes municipal e estadual, para sustentar a família.

Com a voz embargada, Friggi definiu sua condição:

"Exerço uma das profissões mais dignas do mundo, com um salário miserável".

A escola onde Friggi foi agredida, na qual leciona há quatro anos, dedica-se ao ensino de jovens e adultos.

"Somos agredidos verbalmente de forma cotidiana. Fomos [os professores] relegados ao abandono de muitos governos e da sociedade. Somos reféns de alunos e de famílias que há muito não conseguem educar. Esta é a geração de cristal: de quem não se pode cobrar nada, que não tem noção de nada", lamenta.

 

Socos na escola

 

Conforme relatou em uma postagem no Facebook, já compartilhada mais de 321 mil vezes, Friggi foi agredida por um estudante durante a aula.

Ao pedir que o aluno colocasse um livro que estava entre as pernas sobre a mesa, a professora conta que foi xingada. Depois, o aluno jogou o livro em sua direção.

Ao encaminhar o jovem para a direção escolar, Friggi acabou alvo de socos e agressões.

"Ele, um menino forte de 15 anos, começou a me agredir. Foi muito rápido, não tive tempo ou possibilidade de defesa. O último soco me jogou na parede", escreveu a professora.

À BBC Brasil, a delegacia da Polícia Civil de Indaial confirmou ter registrado a ocorrência ainda na manhã da última segunda-feira. Por ser menor de idade, o adolescente teve a atitude anotada em um ato infracional por lesão corporal e deve ser levado a depor ainda esta semana.

Em 2016, o mesmo jovem já havia sido denunciado por lesão corporal contra a própria mãe e, em 2017, por ameaça contra um Conselheiro Tutelar, que acompanha o desenvolvimento do rapaz. Na ocasião, o jovem havia afirmado que daria um soco no rosto do profissional, tal como acabou fazendo com Friggi.

O adolescente continua regularmente matriculado na escola. A Prefeitura de Indaial informou que a Secretaria Municipal de Educação e o Juizado de Infância e Adolescência vão avaliar como proceder.

Fonte: G1
22
Ago/17

CONTEM

 

Fonte: Lem News

Uma homenagem feita pela UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia) gerou alvoroço e brincadeira nas redes sociais nesta segunda-feira (21). Lula recebeu um diploma de doutor honoris, que continha erros de português. A imagem foi divulgada pelo amigo de Lula, o sociólogo Emir Sader, nas redes sociais.

O primeiro erro é a separação do sujeito, verbo e predicado: “A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, concede ao maior presidente da República Federativa do Brasil, senhor Luiz Inácio Lula da Silva, o torneiro mecânico, o título de doutor honoris causa”.

O segundo aparece com erro na palavra “discente”: Assinam o documento os “dicentes da UFRB”. Neste caso, há duas explicações possíveis: a primeira é que a palavra se refira aos estudantes (discentes). A segunda, menos provável, é que a menção seja aos professores (docentes).

Em nota, a universidade nega ter emitido o diploma, já que não consta a assinatura do reitor.

Fonte: Isto
voltar   home   subir  imprimir
  PUBLICIDADE


| Todos os Direitos Reservados |