LEM News - Notícias que realmente interessam!
(77) 9.9906-1346
DESTAQUES DO LEM NEWS
25
Set/17

Principal Motos

 

Fonte: Lem News

Gisele Bündchen faz lindos discursos sobre a preservação do meio ambiente e não deixa de colocar em prática tudo o que compartilha com o mundo. A modelo surpreendeu em uma publicação feita em seu Instagram no último domingo, dia 24, onde aparece vestindo mais um look de Stella McCartney. A peça verde, longa e com um lindíssimo decote na região das costas, traz consigo uma mensagem muito forte de proteção aos bens naturais, como você confere na legenda feita por Gisele a seguir.

Obrigada @stellamccartney pelo meu vestido lindo e sustentável, feito a partir de viscose de origem sustentável de florestas certificadas da Suécia. Obrigada Lívia por tudo que você faz para fazer fashion ser sustentável.

Nos comentários, os fãs aprovaram a escolha do vestido e em como ele ajuda a preservar a natureza. Sustentável e maravilhoso de lindo!, comentou uma seguidora. Orgulho do ser humano que você é, concordou outra. 

O modelito, inclusive, foi para receber o prêmio Eco Laureate por suas campanhas de sustentabilidade ambiental, incluindo o protesto midiático que fez pela preservação da Floresta Amazônica. O evento, que aconteceu em Milão, na Itália, homenageia os artistas que são verdadeiras influências no quesito sustentabilidade. Legal, não? 

Fonte: MSN

 

Fonte: Lem News

A Polícia Federal prendeu 11 suspeitos de comercializar uma moeda virtual falsa chamada Kriptacoin, no Distrito Federal e em Goiânia. Os mandados fazem parte da Operação Patrik, que desarticulou um esquema de pirâmide financeira. Outras duas pessoas apontadas como integrantes do esquema ainda estão foragidas. Todas elas faziam parte da empresa Wall Street Corporate e de outras empresas laranjas, ligadas ao golpe. De acordo com as autoridades, mais de R$ 250 milhões foram movimentados com o esquema, e os suspeitos devem ser indiciados por estelionato, organização criminosa, lavagem de dinheiro e uso de documento falso.Todo esse dinheiro veio de investimentos de cerca de 40 mil vítimas. Elas investiam na Kriptacoin na esperança de obter ganhos diários de 1% e bônus de 10% para cada indicado que também passasse a investir na suposta criptomoeda - típico esquema de pirâmide financeira. Para convencer as pessoas, os integrantes do grupo colocaram anúncios publicitários na internet, TV, outdoors, marcavam reuniões e apareciam em fotos com celebridades. Outro fator que contribuiu com a adoção das vítimas foi a popularização da bitcoin; como a moeda tem ganhado manchetes no noticiário e mostra um crescimento exponencial no seu valor de mercado, muitas pessoas ficam tentadas a entrar no mundo das criptomoedas sem entender plenamente como elas funcionam. Todo o esquema foi articulado no final do ano passado e passou a vingar no começo de 2017.

No começo, algumas pessoas conseguiram obter retornos. Paulo Roberto Binicheski, procurador do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, afirma que eram permitidos saques diários de até R$ 600 na fase inicial, grana que vinha daqueles que estavam entrando no esquema. Depois de algum tempo, os saques passaram a ser semanais, até que o grupo afirmou que o sistema sofreu ataques cibernéticos, e os saques foram totalmente bloqueados. A partir daí, começaram a surgir as reclamações, e os estelionatários bloqueavam as vítimas, afirmando que elas estavam sendo investigadas por suspeita de envolvimento com fraudes dentro do esquema da criptomoeda. As aplicações das vítimas eram feitas pela internet, por meio de uma plataforma digital, mas os depósitos eram feitos em contas correntes.

No site da criptomoeda falsa, é dito que "a mineração da Kriptacoin pode ser realizada somente por Entidades Físicas ou Jurídicas permitidas dentro da plataforma Wall Street Corporate", reafirmando que é impossível que alguém fora da rede consiga realizar a mineração. Na página da Wall Street Corporate, eles indicavam que pretendiam abrir um escritório em São Paulo "em breve".

No Distrito Federal, 14 pessoas já haviam registrado boletim de ocorrência contra a Wall Street Corporate. No entanto, a promotoria recomenda que as vítimas contratem um advogado e busquem seus direitos, já que "não vão trabalhar para fazer ressarcimento dessas pessoas" e que será preciso "entrar na Justiça para processar essas pessoas".

João Paulo Todde, advogado da Wall Street Corporate, afirma que as informações sobre a empresa são especulações e que, na verdade, o negócio não é uma pirâmide, mas um “sistema de marketing multinível”. Como aponta o G1, dentre os suspeitos alvos da operação no DF, três têm passagens pela polícia por injúria, ameaça, receptação, estelionato, formação de quadrilha, uso de documento falso, furto tentado, porte ilegal de arma de fogo, direção alcoolizada, lesão corporal, dano ao patrimônio e lesão culposa em acidente de trânsito.

Fonte: MSN

 

Fonte: Lem News

Dubai exibiu, nesta segunda-feira (25), um voo do que pode ser o primeiro serviço de táxi de drone do mundo, iniciativa inserida no ambicioso plano da cidade dos Emirados Árabes Unidos para liderar a inovação no mundo árabe.

O táxi voador desenvolvido pela empresa de drones alemã Volocopter se assemelha a um pequeno helicóptero de dois lugares e 18 hélices. O aparelho não tinha tripulação no voo de teste.

Produzido para funcionar sem controle remoto e com duração máxima de 30 minutos, o táxi voador vem com abundância de sistemas de segurança em caso de problemas: baterias reservas, rotores e, para o pior dos casos, um par de paraquedas.

A Volocopter está em uma corrida com mais de uma dúzia de empresas europeias e norte-americanas bem financiadas para criar uma nova forma de transporte urbano, resultado do cruzamento de um carro elétrico autônomo e uma aeronave de decolagem e pouso vertical.

Entre os concorrentes estão a gigante aeroespacial Airbus, que pretende apresentar um táxi voador até 2020; a Kity Hawk, apoiada pelo cofundador do Google, Lary Page; e o Uber.

Fonte: MSN
25
Set/17

TX WEB

 

Fonte: Lem News

Um celular perdido levou à prisão, nesta segunda-feira, de um casal na Rússia acusado de pelo menos trinta assassinatos e de atos de canibalismo cometidos ao longo dos últimos vinte anos, de acordo com jornais locais e com a agência estatal de notícias do país, RIA Novosti.

O caso surgiu quando, no início do mês, um trabalhador entregou à polícia da região de Krasnodar, no sul da Rússia, um celular encontrado na rua contendo fotos perturbadoras de um uma pessoa posando ao lado dos membros decepados de uma mulher. Os oficiais rastrearam o responsável pelas imagens e prenderam Dmitry Baksheev, de 35 anos, e sua esposa, Natalia, no dormitório da academia militar da cidade. Um balde ensanguentado foi encontrado no local.

Segundo jornais locais, o casal mantinha um estoque de carne enlatada feita a partir de restos humanos e alimentava a si mesmo e os oficiais da academia militar da cidade Krasnodar com a produção. Até o momento, a polícia, de acordo com relatos ainda não confirmados pelas autoridades, encontrou em um porão e em freezers pacotes com membros de sete vítimas, 19 fragmentos diferentes de pele humana e outros restos mortais guardados em jarras.

Inicialmente, o homem acusado dos crimes alegou ter encontrado os pedaços de corpos em uma floresta. Uma fonte disse à RIA Novosti que, durante o interrogatório, o suspeito admitiu ser o responsável por dois assassinatos – o da mulher cujos membros aparecem nas fotos do celular e de outra pessoa morta em 2012. As autoridades locais anunciaram que “o envolvimento dos detidos em outros crimes pela região será apurado ao longo das investigações”.

Fonte: MSN
25
Set/17

LEM MONT

 

Fonte: Lem News

Se quiser voltar à vida pública, assumir um cargo de diretor ou membro de conselho de administração, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral(PMDB) vai precisar esperar até pelo menos os 80 anos de idade. O juiz federal Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Federal do Rio, impôs 45 anos e 2 meses de condenação ao peemedebista.

Deste total, a pena se divide em 24 anos pelo crime de corrupção passiva, 13 anos por lavagem de dinheiro e 8 anos e 2 meses por organização criminosa.

“Para os réus condenados pela prática do crime de lavagem de capitais, como efeito secundário da condenação, decreto a interdição do exercício de cargo ou função pública de qualquer natureza e de diretor, de membro de conselho de administração ou de gerência das pessoas jurídicas referidas no artigo 9º da Lei 9.613/98, pelo dobro do tempo da pena privativa de liberdade aplicada, consoante determina o artigo 7º, II da mesma lei”, ordenou Bretas.

Como Sérgio Cabral foi condenado a 13 anos por lavagem de dinheiro, o dobro do tempo fora da função pública alcança os 26 anos. Ele está com 54 anos de idade, ou seja, até os 80 – se até lá voltar às ruas – não poderá buscar cargo eletivo ou nenhuma função na administração.

O juiz da Lava Jato, no Rio, determinou ainda: “Decreto a interdição do exercício de cargo ou função pública pelo prazo de oito anos subsequentes ao cumprimento da pena, consoante determina o art. 2º , § 6º, da Lei 12.850/2013.”

Sérgio Cabral está preso desde novembro do ano passado. O ex-governador do Rio está custodiado em um presídio em Benfica, na capital fluminense.

Neste processo, o Ministério Público Federal apontou corrupção e lavagem de dinheiro usando obras do governo do Estado que receberam recursos federais a partir de 2007. A força-tarefa da Lava Jato, no Rio, identificou fraudes sobre as obras de urbanização em Manguinhos (PAC Favelas), construção do Arco Metropolitano e reforma do estádio do Maracanã para a Copa de 2014.

Bretas determinou que sejam mantidos presos, além de Cabral, os condenados Wilson Carlos (ex-secretário de Governo), Hudson Braga (ex-secretário de Obras) e Carlos Miranda (apontado como operador do esquema).

Mesmo também condenados, tiveram as prisões revogadas os réus Luiz Carlos Bezerra, José Orlando Rabelo, Wagner Jordão Garcia, Luiz Paulo Reis e Paulo Fernando Magalhães Pinto Gonçalves. O réu Pedro Miranda foi absolvido.

Esta é a segunda condenação de Sérgio Cabral na Lava Jato. Em junho, o juiz federal Sérgio Moro condenou a 14 anos e 2 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

O peemedebista foi acusado por propina de pelo menos R$ 2,7 milhões da empreiteira Andrade Gutierrez, entre 2007 e 2011, referente as obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), da Petrobras.

Outro lado

A defesa de Adriana Ancelmo, informou que, “inconformada com a sentença dela”, irá recorrer, assim que intimada pelos meios processuais pertinentes, “uma vez que os argumentos levantados em alegações finais, que conduziriam à sua absolvição, foram ignorados pelo juiz”.

Rodrigo Roca, que defende Sérgio Cabral, também disse que a defesa vai recorrer. “Sabemos que o juiz Marcelo Bretas, que já não tem imparcialidade para julgar nenhuma causa do ex-governador, vai condenar. De maneira que nós estamos preparando os recursos para os órgãos de jurisdição superior”, destacou. “A gente sabe que o juiz Marcelo Bretas vai condenar em tudo, porque justamente não tem mais a imparcialidade necessária para julgar nenhuma causa do Sérgio Cabral. O Tribunal ainda não decidiu sobre nosso pedido de afastamento do juiz das causas.”

Fonte: MSN

 

Fonte: Lem News

No Brasil, 45% da população ainda não têm acesso a serviço adequado de esgoto. O dado consta no Atlas Esgotos: Despoluição de Bacias Hidrográficas divulgado pela Agência Nacional de Águas (ANA) e pelo Ministério das Cidades.

O estudo traz informações sobre os serviços de esgotamento sanitário no país, com foco na proteção dos recursos hídricos, no uso sustentável para diluição de efluentes e na melhor estratégia para universalização desses serviços.

O Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab) considera como atendimento adequado de esgoto sanitário o uso de fossa séptica ou rede de coleta e tratamento de esgoto. Dentro desse critério, 55% dos brasileiros dispõem do serviço adequado.

A publicação aponta que 43% são atendidos por sistema coletivo (rede coletora e estação de tratamento de esgotos); 12%, por fossa séptica (solução individual); 18% têm o esgoto coletado, mas não é tratado; e 27% não têm qualquer atendimento.

Foram realizadas avaliações em cada um dos 5.570 municípios do país, sempre considerando as diversidades regionais e a abordagem por bacia hidrográfica. No estudo, são consideradas exclusivamente as residências urbanas e não foi avaliada a prestação do serviço na área rural.

O documento divide o país em 12 regiões hidrográficas: Amazônica, Tocantins-Araguaia, Atlântico Nordeste Ocidental, Parnaíba, Atlântico Nordeste Oriental, São Francisco, Atlântico Leste, Atlântico Sudeste, Atlântico Sul, Uruguai, Paraná e Paraguai.

Investimentos

De acordo com o Atlas Esgotos, a universalização do esgotamento sanitário na área urbana do país necessitaria de R$ 150 bilhões em investimento, tendo como horizonte o ano de 2035. Cerca de 50% dos municípios, que precisam de serviço de tratamento convencional de esgoto, demandam 28% do valor estimado. Já 70 dos 100 municípios mais populosos requerem solução complementar ou conjunta e concentram 25% do total de investimento.

Os custos com coleta e com tratamento variam conforme a região, sendo maiores no Norte e menores no Sudeste. Para o Brasil como um todo, os gastos com coleta representam 2,7 vezes mais do que os previstos em tratamento.

Entretanto, segundo a ANA e o ministério, apenas o aporte financeiro não é suficiente para a universalização, sem capacidade adequada de administração do serviço. No país, existem vários exemplos de sistemas de coleta e tratamento de esgoto que foram abandonados ou sequer entraram em operação devido a problemas associados a gestão.

Na maioria dos municípios (4.288) o serviço é prestado pela própria prefeitura ou há um prestador que precisa aprimorar a capacidade de gestão. Entretanto, parte significativa da população urbana (87 milhões de habitantes), projetada para 2035, está nos municípios cujo prestador de serviço tem situação institucional consolidada.

Segundo o Atlas Esgotos, os serviços de esgotamento sanitário podem ser prestados de forma indireta, quando delegados para autarquia municipal, companhia estadual ou concessionária privada; ou de forma direta, sem prestador de serviço, sendo realizado pelas próprias prefeituras.

O estudo ressalta que, mesmo com as duas possibilidade de organização, há municípios sem coleta e tratamento de esgoto.

Nesse contexto, 2.981 municípios têm delegado os serviços de saneamento (forma indireta), sendo que cerca de 50% deles têm coleta e tratamento de esgotos, alcançando pelo menos 10% dos habitantes. Por outro lado, 2.589 municípios não têm prestador de serviço, e apenas 5% desse grupo oferecem tratamento coletivo de esgoto.

A forma indireta de gestão é adotada pelas cidades maiores que delegam, na maior parte das vezes, o serviço para companhias estaduais. Nos municípios de pequeno porte, o serviço fica a cargo das prefeituras. Ao observar as regiões, na porção leste do país (Nordeste, Sudeste e Sul), é possível identificar que a maioria dos municípios tem serviço de esgotamento sanitário delegado, enquanto mais a oeste (Norte e Centro-Oeste) predominam aqueles cuja responsabilidade pela prestação do serviço recai sobre as prefeituras.

Carga orgânica

Conforme o estudo, o Brasil produz cerca de 9,1 mil toneladas de Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO) por dia, parcela orgânica dos efluentes vindos do esgoto doméstico. Desse total, 48% são provenientes de 106 municípios com população acima de 250 mil habitantes.

A DBO é um dos mecanismos usados para medir a poluição das águas e a qualidade do tratamento de esgoto. Quanto mais DBO, maior o grau de poluição na água.

De acordo com o atlas, durante o tratamento, 60% de DBO precisam ser removidos. Entretanto, na maioria das cidades brasileiras (4.801) os níveis de remoção da carga orgânica são inferiores a 60% da quantidade gerada.

Os baixos níveis de remoção são encontrados em todas as regiões, em especial no Norte e no Nordeste. Dos 5.570 municípios, 70% removem no máximo 30% da carga orgânica gerada.

No outro extremo, apenas 769 cidades (14%) têm índices de remoção de DBO superiores a 60%, concentradas principalmente na Região Sudeste. Apenas 31 dos 100 municípios mais populosos conseguem remover carga orgânica acima de 60%.

Em relação à unidades da Federação, apenas o Distrito Federal remove mais de 60%. Os estados de São Paulo e Paraná chegam perto desse índice, enquanto que nos demais estados os índices são menores.

No país, de toda a carga orgânica gerada (9,1 mil toneladas de DBO/dia), somente 39% são removidos nas estações de tratamento de esgoto.

Com isso, uma parcela significativa de poluentes é lançada diretamente nos corpos d’água das bacias, “comprometendo a qualidade das águas para diversos usos, com implicações danosas à saúde pública e ao equilíbrio do meio ambiente”, de acordo com a publicação. Pelo menos, cerca de 110 mil quilômetros de cursos d’água, notadamente na porção leste do país, têm baixa qualidade de água.

Fonte: MSN

 

Fonte: Lem News

A Polícia Federal negocia com a família do traficante Rogério Avelino da Silva, conhecido como Rogério 157, para que ele se entregue às autoridades. De acordo com informações do jornal O Dia, a família do criminoso pede que o chefe do tráfico na Rocinha não seja morto pelos agentes.

Na noite de sábado, a PF localizou a casa do traficante na favela, que fica na Zona Sul do Rio. No local, os agentes apreenderam eletrônicos e uma televisão de 60 polegadas.

Segundo o delegado Carlos Eduardo Thomé, da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), o diálogo foi suspenso por enquanto. "Os familiares, receosos de que sua vida não fosse mantida, decidiram interromper a negociação temporariamente, até que não haja mais risco", conta o delegado.

Os agentes descobriram a mansão de Rogério após a prisão do traficante Edson Antonio da Silva Fraga, o Dançarino. "Ele era responsável pela extorsão do serviço de mototáxi na Rocinha. A partir da prisão dele, podemos confirmar a exata localidade da principal casa do Rogério 157. Mesmo ele não delatando ninguém do grupo, confirmamos os dados obtidos pela equipe de inteligência que faltavam", diz Thomé.

Fonte: MSN

 

Fonte: Lem News

Sem quórum mais uma vez para leitura da segunda denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR), a Câmara dos Deputados adiou para amanhã, 26, o procedimento que dá início à tramitação do pedido na Casa. A primeira tentativa de leitura foi feita na sexta-feira passada, mas o número de deputados na Casa também era insuficiente. Só após essa etapa e a notificação do presidente Michel Temer e dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência) a denúncia será encaminhada para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Apenas 23 deputados marcaram presença na sessão desta tarde, sendo que nove compareceram ao plenário. O regimento interno exige o quórum mínimo de 51 parlamentares na Casa para dar início a uma sessão plenária. A Mesa Diretora ainda aguardou o quórum mínimo por meia hora, mas, sem deputados suficientes, acabou chamando sessão deliberativa para às 11h30 desta terça-feira.Embora a denúncia ainda não esteja na CCJ, já há um imbróglio jurídico sobre o trâmite processual da ação. A Secretaria Geral da Mesa Diretora (SGM) decidiu que vai mandar a peça conjunta para o colegiado, mas parlamentares da oposição e da própria base querem que a denúncia seja desmembrada.

O presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), terá duas decisões a tomar nos próximos dias. Além da escolha do relator, o peemedebista terá de decidir se mantém a deliberação em um parecer e um relator ou se fatiará a denúncia (com mais de um relator).Fora de Brasília, Pacheco disse que vai aguardar a leitura da denúncia no plenário para só depois definir se o procedimento estipulado pela SGM será mantido no colegiado. "A Comissão de Constituição e Justiça não pode deixar de ter o papel importante de orientação jurídica e constitucional da Câmara dos Deputados. Se por ventura houver algum tipo de retificação em relação àquilo que foi determinado pela SGM, nós vamos então provocar a discussão junto ao presidente Rodrigo Maia para que a gente chegue a um denominador comum", declarou. Passada a definição do rito, será escolhido o relator da denúncia.

O peemedebista lembrou que a nova denúncia é diferente da primeira porque dessa vez há a imputação de dois delitos diferentes ao presidente da República e inclui ministros de Estado, portanto eles também precisam de autorização para serem processados. "São questões que nós vamos ter de dirimir a luz do regimento, dos princípios de direito", completou.

Fonte: msn

 

Fonte: Lem News

O profissional Guga, mesmo com pouca idade, já se tornou referência empresarial de sucesso em nossa cidade!

Agora com o surgimento de sua nova empresa, O Rei do Açai, ele vem ganhando cada vez mais notoriedade não só com a qualidade de seus produtos, hoje um dos melhores açais da cidade, mais também com eventos e projetos culturais que vão ao encontro dos anseios comunitários! O último grande sucesso de sua gestão, foi a Batalha do Rei, evento cultural realizado no último dia 09 de setembro, no qual ele deu grande destaque aos nossos principais artistas locais D’Js e também grandes nomes da Dança Hip Hop e até Stand Up.

O evento foi sucesso absoluto, com grande público e o pedido por parte dos presentes para que Guga venha a realizar novos eventos seguindo essa vertente!

 

VEJA GALERIA DE FOTOS LOGO ACIMA NESTA PÁGINA.

Fonte: Lem News

Empresário José Deusmar, um homem que conseguiu transformar o seu sonho em realidade,  e com muitos anos de trabalho árduo em um dos negócios mais admirados e com maior clientela do setor em todo o Oeste Baiano.

 

Há 19 anos, um homem bom de coração e alma, honesto, determinado e extremamente trabalhador, que acreditava e acredita sempre no seu potencial e de sua família, tirava do papel o seu sonho tão planejado durante muitos anos e o colocava em ação: nascia a empresa Tela Mar, indústria de telas e alambrados!

 

Cleiton e Cleuber (foto abaixo) filhos  do Sr. Deusmar e D. Neide, a genialidade, o profissionalismo e determinação herdadas e também adquiridas com seu grande mestre, seu pai.

 

O início não foi nada fácil, a falta de incentivos do governo e financiamentos para quem iniciava um negócio, fez com que o fundador da empresa, ao invés de comprar então os modernos e necessários equipamentos para a fabricação das telas e alambrados, caros e de difícil aquisição, conseguisse esses equipamentos construídos por suas próprias mãos, nos fundos de sua residência, haja vistas que o fundador da empresa, já naquela época acumulava mais de 2 décadas de trabalhos como um distinto soldador e caldeireiro industrial e conseguia confeccionar complexos equipamentos industriais com uma impressionante facilidade.

 

A Tela Mar, empresa pioneira em Luís Eduardo Magalhães, que ajudou imensamente no desenvolvimento de nossa cidade, é digna de inúmeros elogios por sua grande história de sucesso, desde de sua origem e durante todos esses anos, vem realizando um maravilhoso serviço a nossa sociedade.

 

Tela Mar hoje é um empreendimento sólido no nosso comércio, todo o Oeste Baiano, e várias outras cidade de outros estados. É uma empresa que pratica e privilegia o trabalho honesto, confeccionando produtos de grande qualidade, com profissionais especializados, atendimento amigo e uma maneira única de atendimento a cada cliente, seguindo uma norma de confecção dos produtos mais adequados para cada cliente.

 


Tela Alambrado - Produzidas em arame galvanizado, podendo ou não ser revestida com PVC as telas em alambrados são ótimas para fechamento de grandes áreas. Uma forma segura e barata de proteger sua propriedade seja ela, chácaras, casa de campo, cercamentos comerciais e industriais, quadras poliesportivas, condomínios, parques, escolas entre outras infinidades de aplicações.

 


Tela Mar, uma empresa familiar composta pelo patriarca da família Sr. José Deusmar, sua esposa Neide, juntamente com seus dois filhos Cleiton e Cleuber, viram a união de seus esforços transformarem a empresa pequenina de outrora e uma das maiores e mais tradicionais indústrias do setor em todo o Oeste Baiano, muito requisitada e a grande vencedora em vendas e em todas as pesquisas de opinião pública da cidade.

 

Tela Mar é a empresa do seguimento de Tela e Alambrados vencedora de todas as pesquisas do Best Of Mind, o maior evento de reconhecimento empresarial de nossa cidade.

 

Faça uma visita e conheça os seus produtos. A TELA MAR ALAMBRADOS está localizada na Rua Luiz Claudio Nunes Rocha n°123 Jardim Imperial próximo à Galvani e Casa Do Marceneiro. 

 


Para maiores informações:
Ligue: (77) 3628 -5544 
Whatsapp (77) 99996-0833/99825-0919
www.telamaralambrados.com.

Fonte: Lem News

ACADEMIA DOMÍNIO, É PATROCINADORA E PREPARADORA  OFICIAL DO MISS LEM 2017!
Visite ou ligue: 773628-3101.
Conheça algumas das  aulas:
Muay Thai, musculação e Jiu Jitso, são apenas alguns dos serviços que a Domínio oferece a você!

Não perca tempo, agende um horário!

Fonte: Lem News
voltar   home   subir  imprimir
  PUBLICIDADE


| Todos os Direitos Reservados |