LEM News - Notícias que realmente interessam!
(77) 9.9906-1346
DESTAQUES DO LEM NEWS

Fonte: LemNews

Fonte: LemNews

A Polícia Militar de Irecê, no norte do Estado, recuperou uma Hilux roubada na cidade de Caetité, na madrugada desta segunda-feira (23). Após vistoria no veículo, que estava na garagem de uma casa no bairro Novo Horizonte, os policiais encontraram 788 folhas de cheques que, somados, chegam ao montante de R$ 2.358,12,00.  

Também foram encontradas 148 cópias de cheques no valor total de R$ 193 mil. No carro, também continha 352g de cocaína, 28 Cerificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), 29 pinos utilizados para adulterar chassi de automóveis, Carteira Nacional de Habilitação falsificadas, cartões de crédito e diversas notas fiscais.

A polícia chegou ao veículo após informação de uma empresa especializada em rastreamento de veículos. A caminhonete e todos os produtos estão apreendidos na Delegacia de Polícia da cidade.  Até o momento, nenhum suspeito de envolvimento no contrabando foi preso.

Fonte: InformeLEM

Uma forte chuva de granizo surpreendeu os moradores na tarde desta quinta-feira emSorocaba (SP) e Votorantim (SP).

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, em Votorantim não houve nenhuma ocorrência de gravidade, mas em Sorocaba o muro de uma residência caiu e duas árvores no Jardim Simus foram derrubadas pela força da água. 

Moradores de vários pontos de Sorocaba (SP) enviaram fotos da chuva pelo aplicativo TEM Você.

Em alguns locais, os moradores contaram que o tamanho das ‘pedras’ assustavam. Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, apesar dos estragos, ninguém ficou ferido e o fornecimento de energia elétrica não foi interrompido em nenhum bairro. 

Fonte: G1

O skatista Zacarias Gondim, 20 anos, disse em entrevista exclusiva ao PI TV 1ª edição que se arrepende de mentir ter leucemia para arrecadar dinheiro. O jovem falou, nesta segunda-feira (23), sobre os motivos que o levaram a falsificar o laudo médico e afirmou que doaria parte dos R$ 23 mil recebidos para a caridade.

Gondim afirmou que está doente, informação não confirmada pela Polícia Civil e negada pelos médicos que o atenderam no sábado (21) no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), e que esse foi um dos motivos de ele ter idealizado a campanha. "Eu me arrependo de ter feito os dois [a falsificação do documento e a campanha por doações], pois o estado que me encontro hoje é crítico. Esperava conquistar todo mundo para estar do meu lado, vencer esta luta e caso sobrasse dinheiro iria doar para uma instituição carente de combate ao câncer", disse.

A campanha criada pelo jovem, que circulou nas redes sociais desde o começo de fevereiro, incluía um vídeo pedindo doações para tratamento em São Paulo e imagem do falso laudo médico.

Segundo Zacarias Gondim, todo o dinheiro recebido foi apreendido. "Não usufruí dele, apenas de R$ 50 foram utilizados para transporte e alimentação. Os R$ 4.950 que eu saquei foi apenas para passar a uma conta poupança (sic)."

O jovem contou que sentiu-se mal e recebeu um pré-diagnóstico da doença. Mas a leucemia não foi confirmada por tomografia e exames laboratoriais feitos no HUT no sábado (21).

Segundo o skatista, os sintomas começaram por volta de dois meses, quando ele teve fortesdores de cabeça, de barriga, sangramento na boca e nariz. "Comecei a procurar o Sistema Único de Saúde, onde recebi um pré-diagnóstico com exame de sangue que dizia que as taxas das plaquetas estavam baixas, que justificavam o sangramento, e os leucócitos, altos", disse.

De acordo com o delegado encarregado do caso, Carlos André, o diagnóstico de leucemia foi descartado pelos exames e até o momento nenhuma outra doença foi identificada.

'Necessidade financeira'
Zacarias Gondim disse ter iniciado a campanha por "necessidade financeira" e que em alguns momentos faltava dinheiro até para ir ao hospital.

"Então decidi fazer o vídeo pedindo uma ajuda financeira e orações. Logo após três ou quatro dias eu recebi um exame, que apresentava uma melhora de sáude e saía do quadro da leucemia. Com medo de não ter a doença e da repercussão, eu criei o laudo. Usei o nome da médica que já tinha me atendido e ela mesma pediu um mielograma, o qual tive que fazer particular, porque não tinha lâminas no Hemopi [Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí] para fazer o exame", lembrou.

Investigação
O delegado Carlos André informou que o inquérito policial ainda está aberto e ouvirá as testemunhas. Ele disse também que Zacarias não ficou preso pelos crimes de estelionato e falsificação de documento público por não ter sido pego em flagrante.

Carlos André informou que vai pedir à justiça o desbloqueio da conta em que Zacarias depositou o dinheiro arrecadado com a campanha.

A polícia pede que as pessoas que fizeram doações para esta campanha levem à Delegacia Geral o comprovante do depósito para ser ressarcido, quando a Justiça determinar a devolução.

Fonte: G1

Samsung publicou nesta segunda-feira (23) um vídeo com a prévia de detalhes do que será o Galaxy S6, que deve ser lançado pela empresa na próxima semana, durante o Mobile World Congress (MWC).

Além do vídeo publicado no YouTube, a fabricante sul-coreana postou ainda uma imagem em sua conta oficial do Instagram. Segundo sugerem as publicações, o novo smartphone será de metal, diferentemente do antecessor, o Galaxy S5, que era de plástico. O acabamento não agradou os fãs. Para piorar, o aparelho concorrente da Apple, o iPhone 6, tem carcaça de alumínio.

“Amanhã, metais vão fluir. Beleza será poderosa. As bordas irão desaparecer. Reflexões serão livres. As cores vão viver. O futuro será o presente”, diz a narradora do vídeo.

Entre as especulações em torno do aparelho, a mais notável é de que o novo smartphone terá as bordas de sua tela em formato curvo, à exemplo do Galaxy Note Edge

Fonte: G1

Caminhoneiros fecham rodovias de Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Santa Catarina nesta segunda-feira (23). A ação faz parte de uma paralisação exigindo o reajuste do valor de frete; respeito à lei que determina o pagamento do pedágio pelos embarcadores e contra a alta do diesel. Em alguns Estados, os bloqueios tiveram início neste fim de semana. 

Mais cedo, rodovias de São Paulo e Goiás também sofreram interdições.

Segundo Aroldo Araújo Christensen, diretor de comunicação e projetos da Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros), o aumento do valor do diesel foi o estopim de problemas da categoria que se arrastam há meses.

Ele afirma que o principal problema é que, atualmente, os insumos do trabalho equivalem a 75% do frete pago pelos embarcadores.

— O gasto do caminhoneiro com pneu, combustível e manutenção gerais do veículo estão muito mais caros do que estavam há seis meses, quando representavam 45% do frete. Os fretes estão sendo achatados.

Frente à situação, os caminhoneiros propõem a criação de uma planilha de custos de frete, que varie conforme as variações dos valores dos insumos.

O presidente da Abcam, Claudinei Pelegrini, não endossa a manifestação de hoje.

Ele avalia ser "utopia reduzir preço de óleo diesel [uma vez que o valor é definido no âmbito federal]", e que a manifestação deveria ser feita "em casa", com os motoristas deixando de entregar as cargas, e não bloqueando as rodovias.

— Além de prejudicar os outros usuários das rodovias, parar na pista é correr risco, ser depredado, ser apreendido. Nós entendemos que a reivindicação é válida, mas o caminho não é esse.

Veja a seguir a situação do trânsito nas rodovias dos País segundo o último balanço da PRF (Polícia Rodoviária Federal) atualizado às 21h. 

Mato Grosso do Sul

Em Mato Grosso do Sul, houve duas interdições no município de Dourados, ambas na BR-163.

Minas Gerais

A BR-381 sofreu interdições em cinco trechos, nos municípios de Oliveira, Perdões, Igarapé, Juatuba e Timóteo.

Ainda em Minas, houve interdição na BR-040, na altura de Nova Lima.

Paraná

No Paraná, sete rodovias foram interditadas. A BR-163 foi paralisada na altura de Santo Antônio do Sudoeste. Já a BR-164 parou no município de Pérola do Oeste. A BR-165 também sofreu interdição na região de Capanema. A BR-277 também foi atingida pela greve na cidade de Guarapuava.

A BR-369 sofreu interdições em cinco trechos: Cambé, Arapongas, Apucarana, Mauá da Serra e Marialva.

A BR-373 parou na região de Coronel Vivida.

Rio Grande do Sul

No Rio Grande do Sul as regiões atingidas são: Boa Vista do Buricá (BR-472), Candiota (BR-293), Capão do Leão (BR-116), Carazinho (BR-285), Cruz Alta (BR-158 e BR-377), Ijuí (BR-285), Júlio de Castilhos (BR-158), Mato Castelhano (BR-285), Palmeira das Missões (BR-468), Panambi (BR-158), Passo Fundo (BR-285), Pelotas (BR-392), São Borja (BR-285 e BR-472), São Sepé (BR-92), Sarandi (BR-386), Seberi (BR-386) e Uruguaiana (BR-290)

Santa Catarina

O Estado de Santa Catarina também sofre uma série de interdições nas seguintes regiões: São Miguel do Oeste (BR-282), Maravilha (BR-282), Cunha Porã (BR-158), Novo Erechim (BR-282), Xanxerê (BR-282), Campos Novos (BR-282), Irani (BR-153), Anchieta (BR-163), Guaraciaba (BR-163), São José do Cedro (BR-163), Pouso Redondo (BR-470), Concórdia (BR-153), Palmitos (BR-158)

Mato Grosso

Em Mato Grosso, a BR-163 sofre interdições em três pontos: Sorriso, Nova Mutum e Lucas do Rio Verde. Já a BR-364 foi paralisada também em pontos: Diamantino, Rondonópolis e Cuiabá.

Fonte: R7

Em comparação com outras drogas - incluindo o álcool - a maconha pode ser ainda mais segura do que se pensava anteriormente. E os pesquisadores podem estar subestimando, sistematicamente, os riscos associados ao uso de bebidas alcoólicas.

Essas são as conclusões da primeira linha de pesquisa recente, publicada na revistaScientific Reports, vinculada àNature. Os investigadores procuraram quantificar o risco de morte associado com a utilização de uma variedade de substâncias vulgarmente utilizadas. Eles verificaram que, a nível de utilização individual, o álcool foi a substância mais mortal, seguido de heroína e cocaína.

E qual substância estava na parte inferior da lista? A maconha, que revelou ser cerca de 114 vezes menos mortal do que o álcool, de acordo com os autores, com cálculos que compararam doses letais de uma determinada substância com a quantidade que um usuário frequente utiliza. A maconha é também a única droga estudada que representava um risco de mortalidade baixa entre seus usuários – porém, não inexistente

Fonte: R7

O indiano Verdant Joshi, de 4 anos, tem uma deformidade no pé direito, fazendo-o ter 11cm com peso total de 5,4kg. O problema vem confundindo dezenas de médicos que não sabem como tratar sua condição

O garoto vive em Gujarat, oeste da Índia. Ele nunca deixou de andar ou correr e consegue obter, com dificuldade, os movimentos que são normais para uma criança da sua idade. Alguns especialistas acreditam que seu membro deve ser amputado, enquanto outros dizem que a condição não apresenta risco para a vida do garoto.

Seu pai está desesperado na busca por um médico em algum canto do planeta, que seja capaz de tratar o grande pé de seu filho para que ele possa evitar a amputação, que iria debilitá-lo para o resto de sua vida.

“As crianças riem de mim por eu não consigo correr rápido. Eles não me deixam jogar críquete ou futebol, mesmo se eu disser que consigo. Eu quero ir para a escola, mas os professores disseram ao meu pai que eu não posso ir", relatou Verdant.

Fonte: R7

O surfista brasileiro Filipe Fairich morreu ao fraturar o pescoço praticando yoga, no último sábado, em Belize, onde estava vivendo com a namorada. Encontrado desacordado dentro de casa, ele teria sofrido um acidente, fraturando o pescoço.

De acordo com a professora da modalidade Luciana Camargo, a única posição capaz de causar um acidente como o do capixaba seria a parada de cabeça, denominada Shirshasana. No entanto, ela acredita que o surfista já estava com uma lesão na região, o que poderia causar a fratura, incomum na yoga. 

- Se ele estava realmente praticando yoga no momento do acidente, possivelmente a posição praticada no momento da fratura no pescoço seria um movimento de inversão. Mas não é nada comum isso acontecer, nunca tinha ouvido falar de nenhum caso antes. Se ele tivesse uma pré-disposição para isso, algo que debilitasse o pescoço, como uma lesão, uma hérnia ou uma protusão na área, seria possível causar um acidente, pois todo o peso do corpo estava em cima da cabeça. Mas se a musculatura e ossos estavam saudáveis e acostumados a suportar peso, não vejo motivo para o acidente - explica a professora.

Fonte: G1

Um instituto japonês desenvolveu o robô ‘Robear’, que tem força suficiente para erguer e transferir uma pessoa frágil, que não consegue se locomover, de uma cadeira de rodas para uma cama ou uma banheira.

A máquina de olhos grandes tem características de um urso polar, mas é delicada com seus pacientes.

‘Robear’ foi desenvolvido para facilitar a transferência de idosos. Estudos mostram que a taxa de natalidade baixa e a crescente expectativa de vida no país significam que a população de idosos está crescendo no Japão

Fonte: G1

Estudantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFBA) de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, criaram um detector de vazamentos de água com tecnologia simples e de bom resultado para evitar o desperdício, que é de mais de 320 milhões de litros de água por mês na cidade. O município baiano já passou dois anos em racionamento.

Os flagrantes de vazamentos têm deixado os moradores preocupados. Há alguns meses, a comunidade enfrentou a falta d'água por causa de um problema nas redes de abastecimento. Com a dificuldade, em vários quintais, se tornou comum poupar água. Segundo a Embasa, Vitória da Conquista consome 1 bilhão e 350  milhões de litros de água por mês. O desperdício, no mesmo período, segundo dados do Sistema Nacional de Informações do Saneamento, é de 24%, o equivalente a  324 milhões de litros de água por mês.

Para evitar o desperdício, o professor de Sistemas de Informação do IFBA de Vitória da Conquista, Mailson Couto, convidou dois irmãos para criar um sistema para identificar vazamentos.

O protótipo é a simulação de como a invenção funciona: um sensor sem fio identifica vazamentos. Por meio de uma transmissão de dados sem fio, a informação do vazamento e até a intensidade chegam em um computador ou celular.

"O sensor que tem a identificação notifica o local exato, dentro de uma residência ou de um apartamento, de qual foi o ponto que esta ocorrendo aquele vazamento", conta o estudante Ícaro Ramires. O projeto foi apresentado na maior feira de tecnologia do país, a Campus Party. "O pessoal gostou, deu sugestões, sugeriu novas funcionalidades e eles aprovaram realmente, gostaram e elogiaram bastante", afirma Igor Romero, estudante do IFBA e irmão de Ícaro.

A invenção está sendo aprimorada pelo grupo e essa tecnologia pode contribuir em vários setores. "A ideia que a gente trouxe foi trazer um protótipo de custo baixo, com as tecnologias mais simples para tornar o protótipo de baixo custo, e poder ser aplicado em qualquer local, em qualquer casa, em qualquer estabelecimento, em qualquer coisa. Tornar bem aberto ao público", defende Igor Romero.

O professor Mailson Couto explicou que a invenção pode garantir maior tranquilidade: no bolso do consumidor e na garantia do uso correto da água. "Hoje, as perdas de água são gigantescas, então, quem paga na verdade, no final, somos nós. Então, é um valor muito alto ainda. Se nós pudermos combater isso aí, claro que o custo vai ser bem menor do que pagar’, conclui o professor.

Fonte: G1

 O cachorro Judge recebeu o último adeus do departamento de polícia do Deptford, em Nova Jersey. A homenagem é usualmente prestada a profissionais. Considerado heroi dentro da corporação, Judge teve que ser sacrificado na última sexta-feira (20) por portar a Síndrome de Cushing, comum em cães idosos e de meia idade

Fonte: Uol

Exames para detectar câncer de mama estão sendo feitos por mulheres cegas na Alemanha. A ideia já existe há alguns anos, e uma pesquisa inédita sugere que pessoas cegas podem, de fato, detectar tumores mais cedo do que aquelas que enxergam.

Esta ideia simples, mas surpreendente, passou pela cabeça de um médico alemão uma manhã enquanto ele estava tomando banho: mulheres cegas poderiam fazer seu trabalho muito melhor do que ele?

"Três minutos é o tempo que eu tenho para fazer exames clínicos das mamas", diz o ginecologista baseado em Duisburg Frank Hoffmann.

"Isso não é suficiente para encontrar pequenos nódulos no tecido mamário, o que é crucial para detectar o câncer de mama cedo."

Pessoas treinadas para ler em braille tem o tato altamente desenvolvido. Por isso, Hoffmann supôs que as mulheres cegas e com deficiência visual seriam mais qualificadas do que qualquer outra pessoa para realizar exames de mama em seus pacientes.

A evidência agora é inequívoca, diz ele.

Em um estudo ainda não publicado, realizado com a Universidade de Essen, mulheres cegas conseguiram detectar quase um terço a mais de nódulos que outros ginecologistas.

"Mulheres que fazem autoexame podem sentir tumores de 2 cm ou maiores", diz Hoffmann.

"Os médicos costumam encontrar tumores entre um centímetro e dois centímetros, enquanto os examinadores cegos encontraram nódulos com tamanhos entre 6 mm e 8 mm. Isso faz uma diferença real. Esse é o tempo que um tumor leva para se espalhar pelo corpo."

Experiência

Na Alemanha e no Reino Unido, mamografias regulares são oferecidas apenas a mulheres com 50 anos ou mais - mas, em ambos os países, o câncer de mama é a maior causa de morte de mulheres entre 40 e 55 ano, e na Alemanha, a idade das mulheres afetadas está caindo.

Hoffmann diz que fundou sua organização, Discovering Hands, para salvar vidas pela detecção precoce. Ele desenvolveu um curso para treinar mulheres cegas para se tornarem examinadoras médicas táteis (MTEs, na sigla em inglês), e agora existem 17 trabalhando em clínicas em toda a Alemanha.

Uma delas, Filiz Demir, atende cerca de sete mulheres por dia, realizando exames que podem durar até 45 minutos - o que seria pouco usual para um ginecologista.

Há pouco mais de um ano, Demir trabalhava em uma agência de viagens. Mas, quando ela completou 35 anos, sua visão se deteriorou lentamente, e fazer seu trabalho tornou-se cada vez mais difícil. Ela pediu demissão e aprendeu braille, mas não conseguia sequer ser chamada para entrevistas de emprego.

"A cegueira era minha maior deficiência naquela época", diz ela.

"Agora, minha deficiência tornou-se minha força. Eu não sou dependente de ninguém e posso ajudar os outros. É um ótimo sentimento."

Curiosa para saber como Demir e suas colegas trabalham, eu decidi fazer um exame.

Usando tiras de fita marcadas com coordenadas em braille, o MTE faz uma "grade" sobre o peito. Ela examina lentamente por esta grade de modo que possa indicar a localização precisa se encontrar um nódulo.

Demir faz uma análise detalhada, mas os 30 minutos passam voando. É um ambiente descontraído e relaxante, nem um pouco desconfortável e há ampla oportunidade de fazer perguntas.

Depois de sete meses neste trabalho, Demir claramente se mostra aliviada por ter encontrado principalmente tumores benignos. Apenas algumas semanas atrás ela encontrou o primeiro maligno, que a balançou um pouco.

Mas é a minha vez de ser pega de surpresa quando ela remove as tiras em Braille e cuidadosamente me diz que encontrou algo.

Um nódulo de cada lado, na verdade.

Se eu fosse uma paciente regular na clínica, eu teria ido para a próxima sala para um ultrassom. Infelizmente, tive de levar essa informação para meu ginecologista em Berlim, onde fui encaminhada para um ultrassom e uma mamografia.

Depois de algumas semanas de espera por uma consulta, o ultrassom finalmente ficou pronto e não mostrou nada. O radiologista me disse que não fazia sentido fazer uma mamografia - e sugeriu que o examinador provavelmente só sentiu um pouco das minhas costelas.

O conselho de Hoffmann em situações do tipo é repetir o exame com o MTE algumas semanas mais tarde, na primeira metade do ciclo menstrual. Se um nódulo ainda puder ser detectado "a mamografia faz sentido", diz ele.

É exatamente esse ciclo de check-ups que podem levar a alarmes falsos, angústia e cirurgias desnecessárias, de acordo com o professor Gerd Gigerenzer, diretor do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano.

"Conheço muitas mulheres que ficaram assustados com alarmes falsos. Algumas fizeram biópsia, que não mostrou nada, mas vivem suas vidas de mamografia em mamografia."

Há pouco consenso sobre os benefícios dos programas de detecção de câncer de mama e se exames regulares realmente salvam vidas. Gigerenzer adverte explicitamente contra eles, e não se anima com a ideia de que agora é possível detectar nódulos menores.

"Quanto mais precisas forem as técnicas de diagnóstico, mais cânceres clinicamente irrelevantes serão detectados", diz ele.

"Isto pode levar a cirurgias e radioterapias desnecessárias. Neste caso, a detecção precoce só prejudica."

O método Discovering Hands, segundo ele, está fora de julgamento até que a equipe possa fornecer provas que comprovem que a técnica de fato reduz a mortalidade.

Um estudo sobre o assunto está previsto para ser concluído e publicado ainda este ano.

Paciente

Enquanto isso, uma das pacientes de Hoffmann, Heike Gothe, me diz que deve sua vida a uma dessas examinadoras.

Ainda tendo que lidar com a morte prematura de seu marido por doença, Gothe assumiu o comando do negócio da família, uma pequena empresa de exportação internacional de sucesso. Mas não demorou muito para que ela recebesse seu próprio diagnóstico.

"Eu tinha sentido um caroço no meu seio direito e fui ver o médico", diz Gothe.

"Eles confirmaram o que eu tinha encontrado e, em seguida detectaram um pequeno nódulo no lado esquerdo, com apenas 2 milímetros de tamanho. Ele nem sequer apareceu na ultrassonografia ou mamografia, apenas o MTE cego sentiu."

O encontro deste pequeno tumor pode ter salvado sua vida. Ambos os tumores foram diagnosticados como malignos, mas com quimioterapia e radioterapia, ela superou o câncer.

Gothe é uma batalhadora, mas ela credita sua energia e positividade a estes exames feitos por um MTE a cada seis meses. Segundo Gothe, é assim que ela consegue dormir à noite e tocar seu negócio.

"O medo aparece de vez em quando", diz Gothe. "E só consigo lidar com isso porque sei que estou em boas mãos."

Algumas companhias de seguros alemães também estão convencidas. Seis delas agora cobrem os custos para os seus pacientes fazerem esses exames clínicos das mamas.

Enquanto novos MTES ocupam cargos permanentes em clínicas por toda a Alemanha e na Áustria, o fundador do Discovering Hands, Frank Hoffmann, está em negociações com Israel e Colômbia. Ele vê oportunidades ainda mais longe.

"Estou convencido", diz ele, "de que, especialmente em países que não são tecnicamente tão avançados como a Alemanha, este modelo poderia melhorar a qualidade de normas médicas muito dramaticamente."

Fonte: BBC

 Uma pulseira desenvolvida pela Universidade de Tóquio emite um alerta quando a pessoa que está usando o dispositivo tem febre. Uma das vantagens do acessório é que ele funciona com energia solar. Apresentada durante uma conferência da IEEE (Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos) em San Francisco (EUA), a pulseira ainda deve receber sensores para medir batimento cardíaco e pressão sanguínea

Fonte: BandNews
23
Fev/15

Serto Festival

 

Fonte: Lemnews/Nelson teixeira
23
Fev/15

Grfica Imperial

Fonte: LemNews

Fonte: LemNews


O pedreiro Aulino Carmo chega à delegacia de polícia acompanhado do advogado.

O pedreiro Eliezer Carmo de Oliveira, de 39 anos, se apresentou na tarde deste domingo, 22, acompanhado do advogado Claudionor Machado, e da arma utilizada na morte do verdureiro Antonio Alves da Luz, de 76 anos, morto na noite da sexta-feira, 20, na porta de casa, na Rua Jacobina, no bairro Santa Cruz, na cidade de LEM.


A arma utilizada no crime.

Eliezer confessou ter matado Antonio. Ele contou que um desentendimento dele com um filho da vítima acabou desencadeando o homicídio.

"Houve uma desavença entre Eliezer e o filho do seu Antonio, por motivo passional. Seu Antonio tomou as dores do filho e teria passado a ameaçar Elizeu. Na noite do crime, eles voltaram a se desentender. Durante a discussão, seu Antonio se levantou e botou as mãos no bolso. Talvez pensando que seu Antonio estivesse armado, Elizeu sacou sua arma e atirou nele”, revelou Claudionor.




O corpo do seu Antonio. Ele foi morto pelo vizinho




Após o crime, o pedreiro passou em casa, pegou uma moto e fugiu para a zona rural, onde ficou até a tarde deste domingo.

Eliezer, por não ter sido preso em flagrante, por ser réu primário, e ter se apresentado, irá responder pelo crime em liberdade. 

Amigos - O advogado Claudionor Machado revelou ainda que o seu cliente era vizinho da vítima e amigos próximos. "Eliezer foi quem construiu a casa do seu Antonio. Ele cobrava uma diária sim a outra não. Eles eram bem amigos. A situação mudou após a desavença entre Eliezer e o filho do seu Antonio. Infelizmente uma situação que poderia ter sido resolvida de uma forma diferente, terminou em morte", disse o advogado.

Fonte: SigiVilares
23
Fev/15

Gacea Unopar

Fonte: LemNews
voltar   home   subir  imprimir
  PUBLICIDADE


| Todos os Direitos Reservados |