LEM News - Notícias que realmente interessam!
(77) 9.9906-1346
DESTAQUES DO LEM NEWS

Está sentindo uma leve dor? Deixe o analgésico de lado e beba duas canecas de cerveja. Pronto, a probabilidade de você se sentir melhor e aliviar a dor é maior do que tomar um comprimido de paracetamol, por exemplo.

Parece brincadeira ou discurso de quem quer uma desculpa para beber, não é? Mas não, a receita foi validada por pesquisadores da Universidade de Greenwich, em Londres. De acordo com um estudo publicado no The Journal of Pain, o álcool presente em duas canecas de cerveja é mais eficaz contra dor e desconforto do que paracetamol.

Os autores analisaram mais de 18 outros estudos para chegar a esse conselho etílico que todo mundo que gosta de uma cervejinha esperava. De acordo com os cientistas, a quantidade de bebida ingerida aumenta a resistência à dor, ultrapassando o alívio de remédios analgésicos clássicos como Tylenol e muitos outros com paracetamol.

Apesar da publicação dos pesquisadores, médicos e cientistas continuam reforçando os danos que a ingestão de álcool pode trazer à saúde em longo prazo. E cuidado com os exageros, claro, se não a ressaca de amanhã não vai compensar o alívio da dor de hoje.

Fonte: Exame
04
Mai/17

GLOBAL SYSTEM

 

Fonte: Lem News

A GCM (Guarda Civil Metropolitana) da cidade de São Paulo agrediu e deteve um morador em situação de rua, de nome Samir, na manhã desta quarta-feira (3). A ação aconteceu próxima à estação Conceição da Linha 1-Azul do Metrô, na zona sul paulistana.

Segundo o estudante de jornalismo Marcos Hermanson, de 19 anos, que presenciou e gravou a ação da GCM, ele estava passando pelo local quando se deparou com um tumulto protagonizado por funcionários da Prefeitura e Samir, que tentava proteger um colchão e um carrinho de supermercado.

Em seguida, ainda de acordo com o estudante, os GCMs se aproximaram e disseram que o carrinho de supermercado do Samir era roubado e iria ser apreendido. “O GCM disse: ‘você não tem nota fiscal, a gente vai levar’”, afirma o estudante.

O homem em situação de rua não entregou os pertences e tentou proteger o carrinho com todos seus bens. O vídeo gravado por Hermanson mostra que, neste momento, GCMs agarraram e derrubaram Samir, enquanto os outros funcionários da prefeitura recolheram o carrinho com cobertores, colchão e algumas roupas. Encostado na parede, Samir começa a chorar dizendo que foi machucado pelos GCMs.

Ainda chorando, o vídeo mostra Samir pedindo para não ter seus bens levados pelos funcionários da prefeitura. “Não levem meus bagulhos, não, caramba. Eu não tenho nada, porra. Me solta, meu, por favor”.

Os guardas civis metropolitanos, no entanto, não atendem ao pedido e levam o Samir para o 35º DP (Distrito Policial), no Jabaquara.

Fonte: R7
04
Mai/17

FOTO SUL

 

Fonte: Lem News

A Justiça condenou, na tarde desta quinta-feira (4), oito réus da Operação Hashtag. Eles podem recorrer da decisão. Todos foram condenados na lei antiterrorismo que fala em "promover, constituir, integrar ou prestar auxílio, pessoalmente ou por interposta pessoa, a organização terrorista".

Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal, os denunciados se dedicaram a promover a organização terrorista denominada Estado Islâmico. Ainda conforme a acusação, essa promoção ocorria via redes sociais, compartilhamento de materiais extremistas e trocas de email, por exemplo.

"As teses de que as postagens e diálogos dos acusados de conteúdo extremista não passavam de expressão de curiosidade religiosa, meras bravatas ou brincadeiras não podem ser aceitas como justificativas aptas a excluir a tipicidade, antijuridicidade ou culpabilidade das ações. O tipo penal, por tudo que já foi esclarecido, se perfaz com o simples ato de promoção, por intermédio de uma das ações anteriormente descritas" , afirmou o juiz Marcos Josegrei da Silva.

As primeiras investigações começaram em julho de 2016, quando faltavam duas semanas para as Olimpíadas do Rio de Janeiro. Operação Hashtag realizou quatro fases, até o momento, e chegou a prender 15 pessoas. A sentença saiu quase oito meses após a denúncia ser aceita pela Justiça Federal.

Veja abaixo a quanto tempo cada um foi condenado:

 

  • Leonid El Kadre de Melo - 15 anos de reclusão, sendo 13 anos em regime inicial fechado;
  • Alisson Luan De Oliveira - 6 anos de reclusão, sendo cinco em regime inicial fechado;
  • Oziris Moris Lundi dos Santos Azevedo - 6 anos de reclusão, sendo cinco em regime inicial fechado;
  • Levi Ribeiro Fernandes De Jesus - 6 anos de reclusão, sendo cinco em regime inicial fechado
  • Israel Pedra Mesquita - 6 anos de reclusão, sendo cinco em regime inicial fechado;
  • Hortencio Yoshitake - 6 anos de reclusão, sendo cinco em regime inicial fechado;
  • Luis Gustavo de Oliveira - 6 anos de reclusão, sendo cinco em regime inicial fechado;
  • Fernando Pinheiro Cabral – 5 anos de reclusão em regime inicial fechado.
Fonte: BBC NEWS
04
Mai/17

CONTEM

 

Fonte: Lem News

Segundo o Exército, a Operação América Unida terá dez dias de simulações militares comandadas a partir de base multinacional formada por tropas dos três países da fronteira e dos Estados Unidos.

Descrita pelas Forças Armadas como uma experiência inédita no Brasil, a base internacional temporária abrigará itens de logística como munição, aparato de disparos e transporte e equipamentos de comunicação, além das tropas. O Exército afirma que também convidou "observadores militares de outras nações amigas e diversas agências e órgãos governamentais".

A operação é parte do AmazonLog, exercício militar criado pelo Exército brasileiro a partir de um atividade feita em 2015 pela Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) na Hungria, da qual o Brasil participou como observador.

À BBC Brasil o Exército brasileiro negou que a atividade sirva como embrião para uma possível base multinacional na Amazônia, como aconteceu após o exercício da Otan citado como base para a atividade.

"Não. Ao contrário da Otan, a qual é uma aliança militar, o trabalho brasileiro com as Forças Armadas dos países amigos se dá na base da cooperação", responderam porta-vozes do Exército.

"Com uma atividade como essa, busca-se desenvolver conhecimentos, compartilhar experiências e desenvolver confiança mútua", afirmou a corporação.

Apesar do ineditismo do comando multinacional na região amazônica, esse não é o primeiro exercício mútuo entre as Forças Armadas de Brasil e EUA no país. No ano passado, por exemplo, as Marinhas das duas nações fizeram uma atividade preparatória para a Olimpíada no Rio de Janeiro, envolvendo treinamentos com foco antiterrorismo.

Em 2015, um porta-aviões americano passou pela costa do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro para treinamento da Força Aérea Brasileira (FAB).

Entre as metas da operação prevista para novembro, segundo o Exército brasileiro, estão o aumento da "capacidade de pronta resposta multinacional, sobretudo nos campos da logística humanitária e apoio ao enfrentamento de ilícitos transnacionais".

Fonte: Exame
04
Mai/17

Grfica Imperial

 

Fonte: Lem News

Um total de R$ 5 bilhões em 18 contratos da Petrobras foram fraudados no esquema de corrupção desvendado na 40ª fase da Operação Lava-Jato desta quinta-feira (4). Um dos alvos da operação, Marcio de Almeida Ferreira, usou até a lei de repatriação de recursos para tentar trazer dinheiro sujo do exterior e limpá-lo. Ou seja, houve envolvido que além de receber propina até meados de 2016 — dois anos e meio depois de já iniciada a Lava-Jato —, também usou a lei brasileira para se beneficiar, de acordo com as autoridades. Não existe, no entanto, nenhum documento na investigação que conste que esse dinheiro tenha chegado ao Brasil.

As informações foram dadas por delegados da PF e procuradores do Ministério Público Federal (MPF), durante coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira em Curitiba. A operação cumpriu quatro mandados de prisão (duas preventivas e duas temporárias), cinco de condução coercitiva e ainda 16 de busca e apreensão nos estados do Rio, de São Paulo e de Minas Gerais. A operação foi batizada de "Asfixia".

Os presos foram: Marcio de Almeida Ferreira e Maurício de Oliveira Guedes, ex-gerentes da Petrobras, além de Marivaldo do Rozário Escalfoni e Paulo Roberto Gomes Fernandes, representantes da Petrobras. Todos devem chegar a Curitiba até a noite desta quinta-feira. Eles recebiam propina de pelo menos duas empresas, Akyzo e Liderroll, usadas por empreiteiras para repassar recursos indevidos a funcionários da Petrobras, em troca de contratos. As empreiteiras são basicamente as mesmas já alvo de operações na Lava-Jato, parte do cartel de empreiteiras.

"O que fica claro é que muito trabalho ainda precisa ser feito na Petrobras. Nada garante que não tenhamos hoje uma empresa limpa de toda a corrupção do seu passado", disse o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima.

Os envolvidos cobravam 1% de propina sobre o valor dos contratos, a maioria dentro do Setor de Engenharia, comandado por Renato Duque e Pedro Barusco.

"É um novo núcleo que surge dentro da organização criminosa, um núcleo que atuou no setor de gás e energia, dentro do setor de engenharia", disse a delegada Renata da Silva.

O procurador Diogo Castor de Mattos salientou a “ousadia” mostrada nessa nova fase, já que os funcionários da Petrobras receberam valores até meados de 2016 e utilizaram a “lei de regularização cambial para a lavagem de dinheiro”.

Fonte: poca
04
Mai/17

BREVE NA CIDADE!

 OPORTUNIDADE DE EMPREGO!

Atenção mulheres que trabalham como  pizzaiolas,  com experiência comprovada!

Atenção homens que fazem entregas Deliverys de pizzas em Luís Eduardo Magalhães também com experiência!

A direção da Pizzaria Big Saborosa Delivery, que inaugurará em breve na cidade, está recolhendo currículos e fazendo o agendamento de entrevistas de empregos para a definição  de sua equipe de trabalho.

Os interessados poderão  ligar nos números 3628-2264 ou 99960-3070 para mais informações ou  comparecerem pessoalmente a Eletrônica Ponto Final e conversarem com o empresário Lourival Rodrigues, para deixarem currículos e agendarem os testes de aptidão para a contratação dos aprovados.

 

Fonte: Lourival Rodrigues

Fonte: Lourival Rodrigues
 A autorização foi  dada pela Justiça aos Guardas Civis Municipais de Luis Eduardo Magalhães portarem ARMA DE FOGO, tanto em serviço, ou fora das suas atividades. Antes os guardas se sentiam desprevenidos e desprotegidos para atuarem em suas funções.

Em entrevista ao Blog LEM Notícias, um dos Guardas que coseguiu o SALVO CONDUTO diz que esta nova ferramenta ajudará e muito em suas atividades, "agora com este equipamento vai ser melhor para nossa segurança e intimidação dos meliantes". disse

A Guarda Civil Municipal, atualmente conta com um efetivo de 56 agentes e até a última semana nenhum guarda poderia usar a arma de fogo.  A decisão saiu na ultima quinta-feira (27).

Após darem entrada no processo e aguardarem por 05 meses, os Guardas Municipais de LEM comemoram a decissão do Magistrado.
  
Os moradores e comerciantes da Capital do Agronegócio também comemoraram a decissão do Juiz e diz que agora estão se sentindo mais seguros nas ruas, comércios, casas, praças...
 
Cerca de 35 Guardas Municipais também concluíram ou estão concluindo o curso de ARMAMENTO E TIRO por conta própria e também darão entrada no processo para portarem as suas armas particulares em serviço e fora dele.
Fonte: Lem Noticias
04
Mai/17

QUINTA DA PIZZA

Fonte: Lem News

Jornalista Nélio Brandão proprietário do Blog do Nélio

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), deferiu liminar para suspender os efeitos de decisão do juízo da 2ª Vara Cível de Campo Grande (MS) que determinou a retirada do ar do “Blog do Nélio”, de responsabilidade do jornalista Nélio Raul Brandão. A decisão se deu na Reclamação (RCL) 26841.

A suspensão do blog, sob pena de prisão do jornalista, foi determinada em ação movida pela Associação Sul-mato-grossense dos Membros do Ministério Público (ASMMP) em defesa de seus associados, contra reportagens ali publicadas. Inicialmente, o juízo de primeiro grau determinou a exclusão de trechos de algumas notícias e fixou multa diária de R$ 1 mil caso o jornalista descumprisse ordem de se abster de publicar novas matérias com conteúdo pejorativo aos associados da ASMMP. Em nova petição, a entidade alegou que houve publicação de novo conteúdo e obteve a decisão que mandou retirar o domínio eletrônico do ambiente virtual.

Na reclamação, Nélio Brandão argumenta que a matéria que motivou a decisão “descreve fatos públicos e notórios de interesse da população sul-mato-grossense” a respeito de gastos e uso do orçamento, com fundamento em dados publicados no Diário Oficial do próprio Ministério Público estadual. Segundo o editor do blog, as decisões que deferiram as tutelas de urgência vão de encontro à eficácia da decisão do STF na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 130, que afastou qualquer censura à atividade da imprensa.

Liberdade de expressão

Em análise preliminar do caso, o ministro entendeu que o teor da decisão questionada justifica a excepcional atuação do Supremo com fundamento na ADPF 130, na qual a Corte ressaltou a plenitude do exercício da liberdade de expressão como decorrência da dignidade da pessoa humana e como meio de potencialização de outras liberdades constitucionais.

Ao deferir a cautelar pleiteada, o ministro Toffoli assinalou que há plausibilidade na tese de que a determinação de retirada do blog, sob pena de prisão do profissional, constitui intervenção vedada ao poder de polícia estatal perante eventuais abusos no exercício da liberdade de manifestação de pensamento. E ressaltou que a decisão impede, inclusive, a veiculação de outras notícias que sequer têm relação com as que motivaram a ação da ASMMP.

O ministro assinalou que, mais do que o esvaziamento do potencial informativo da atividade jornalística, científica, artística, comunicacional e intelectual desenvolvida, a efetivação da medida imposta pelo juízo de origem se assemelha à intervenção censória sobre veículos de comunicação impeditiva de novas publicações (como o fechamento de uma editora), na medida em que inviabiliza um canal de comunicação amplamente difundido na sociedade contemporânea. “Estamos na Era das Novas Mídias”, afirmou. “Essa nova realidade revolucionou os nossos hábitos e, inevitavelmente, as formas de jornalismo. Mudou-se o suporte, mas não o fim maior, a informação”.

Segundo Toffoli, toda a lógica constitucional da liberdade de expressão e da liberdade de comunicação social aplica-se ao jornalismo digital, “o que resulta na mais absoluta vedação da atuação estatal no sentido de cercear, ou no caso, de impedir a atividade desempenhada pelo reclamante”.

 

Fonte: Fonte: STF.



Cerca de dois mil agricultores que se deslocaram para Brasília para participar da audiência pública realizada ontem (3) pela manhã começaram a levantar acampamento ainda na quarta-feira. O movimento "A Voz do Campo, Funrural Não" teve entre os líderes a Associação Nacional de Defesa dos Agricultores, Pecuaristas e Produtores da Terra (Andaterra), com apoio de diversos sindicatos de produtores em todo o país. Seu objetivo foi sensibilizar os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, além da opinião pública, para o problema que a decisão tomada, em 30 de  março, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que considerou constitucional a cobrança do Funrural, causou aos produtores rurais.

A Andaterra destaca dois pontos considerados muito positivos para o setor, com a realização da audiência pública motivada e impulsionada pelo movimento. O posicionamento do senador Ronaldo Caiado – que acolheu integralmente o item 3 da pauta do movimento A Voz do Campo, Funrural Não – se concretizou no protocolo de um Projeto de Lei do Senado Federal, com o objetivo de remir o passivo gerado pelo conflito, causado pelas duas votações divergentes do STF – no caso de o Funrural permanecer na atual condição de constitucionalidade. Outro ponto positivo foi o reforço que a Andaterra fez à resolução que tramita Senado Federal, de autoria da senadora Kátia Abreu, de número 13/2017, que tira do ordenamento jurídico os incisos I e II do art. 25 da Lei 8212/91 e encontra-se na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), com possibilidade de votação ainda no mês de maio. 

"O melhor seria que a Resolução fosse votada e o Funrural fosse retirado do ordenamento jurídico, deixando de ser cobrado. Mas, se isso não acontecer, a aprovação do PLS do senador Caiado, com a remissão do passivo, já será um grande passo. Daí, a cobrança futura, a gente vai debater de que forma seria, desde que respeitado o princípio da isonomia e da igualdade tributária", afirma o presidente da Andaterra, Sérgio Pitt, lembrando que o passivo só existe por causa da controvérsia do STF. 

"A jurisprudência resultante da primeira decisão do STF, em 2010, deu segurança jurídica para que milhares de produtores buscassem o Poder Judiciário, com o objetivo de afastar a tributação inconstitucional. A Andaterra, entidade com grande número de ações coletivas ajuizadas, em defesa de seus associados, conquistou vitórias em segunda instância e até com trânsito em julgado. Por isso, tomamos para nós a responsabilidade de fazer esse chamamento aos agricultores brasileiros para que, juntos, mostrassem sua força, exigindo o restabelecimento da legalidade e do cumprimento à Constituição", explica o diretor jurídico da Andaterra, Jeferson da Rocha. 

Democracia - Segundo Rocha, diversos Sindicatos aderiram à mobilização, mesmo indo de encontro ao posicionamento inicial da CNA, que se manifestou favorável a constitucionalização do Funrural. "Os sindicatos têm uma grande capilaridade e sempre coube, historicamente, a eles e à CNA esse papel mobilizador. Mesmo sem a força da Confederação, fizemos um belo movimento. Foram diversas entidades com direito à voz, como deve ser num regime democrático ", conclui. 

Dos aproximadamente dois mil manifestantes, em torno de 700 assistiram à audiência no Auditório Petrônio Portela, do Senado Federal. Cerca de 300 acompanharam do telão da Sala das Comissões e o restante permaneceu no QG acompanhando a discussão. 

 

Fonte: Imprensa Andaterra

O Brasil terá uma grande  melhoria da Banda Larga com o lançamento do satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas que acontece na tarde desta quinta-feira (4), no Centro Espacial Korou, na Guiana Francesa. Em uma reunião realizada em Brasília, no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, o ministro Kassab disse ao deputado Júlio Cesar (PSD/PI), que todos os estados do Nordeste serão beneficiados com internet de boa qualidade para a população.

O satélite transmitirá em duas bandas: a X (entre 8 e 12 gigahertz) e a Ka (26 a 40 gigahertz). A primeira será usada exclusivamente para uso da Defesa e a segunda será parcialmente dedicada à implementação, pela Telebras, do Plano Nacional de Banda Larga. A capacidade excedente será licitada para uso por outras empresas interessadas.

A iniciativa pode dar algum retorno imediato ao governo, que investiu R$ 2,7 bilhões no projeto, entre satélite, lançamento e investimentos na infraestrutura de solo para suas operações. Com 5,8 toneladas e 5 metros de altura, o satélite ficará posicionado a uma distância de 36 mil quilômetros da superfície da Terra, cobrindo todo o território brasileiro e o Oceano Atlântico. A capacidade de operação do satélite é de 18 anos.

Banda Larga no Brasil

Dos mais de 5 mil municípios brasileiros apenas 1814 são atendidos pela tecnologia 4G. O acesso à internet em domicílios chegou a 85,6 milhões de brasileiros, o equivalente a 49,4% da população, segundo pesquisa divulgada pelo IBGE em 2015.

Os dados variam de acordo com a renda familiar. Na faixa de até um quarto do salário mínimo por pessoa, apenas 23,9% tem conexão doméstica à internet. Há também diferenças regionais. No Sudeste, são 17,4 milhões de domicílios conectados e 11,7 milhões, desconectados. No Nordeste, 7 milhões de domicílios com internet e 10,5 milhões sem internet. O Norte, por sua vez, tem 1,9 milhões de domicílios conectados e 3,1 milhões desconectados.

Fonte: Portal A a Z

Fuzis e farta munição foram apreendidos nesta quarta-feira pela polícia paraguaia em Pedro Juan Caballero (Foto: Departamento Antinarcóticos da Polícia Nacional do Paraguai/Divulgação)

Um verdadeiro arsenal de guerra, com fuzis de fabricação norte-americana, russa e belga, muita munição, além de coletes à prova de balas, celulares, cocaína, maconha, dinheiro e veículos. Esses foram alguns dos itens apreendidos nesta quarta-feira (16) por policiais do Departamento Antinarcóticos da Polícia Nacional do Paraguai, em uma casa, em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com o município de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul.

Segundo o Departamento Antinarcóticos da polícia paraguaia, foram presos no local sete homens, sendo cinco brasileiros, com idades entre 21 e 33 anos e dois paraguaios, com 22 e 27 anos de idade. A operação ocorreu por volta das 16h (horário local), no bairro Bernardino Caballero, em cumprimento a mandado de busca expedido pela Justiça do país.

 

Foram apreendidos no local três fuzis: AM15 (norte-americano), com cinco carregadores; AK-47 (russo), com oito carregadores e Fal (belga), com um carregador (Foto: Departamento Antinarcóticos da Polícia Nacional do Paraguai/Divulgação)

Foram apreendidos no local três fuzis: AM15 (norte-americano), com cinco carregadores; AK-47 (russo), com oito carregadores e Fal (belga), com um carregador, 1.000 cartuchos de munição para o fuzil AM15, 500 cartuchos de munição para o fuzil AK-47 e 25 cartuchos para o fuzil FAL, 12 cartuchos calibre 357, três coletes à prova de balas, 15 aparelhos celulares, vários chips, maconha, cocaína, fitas adesivas, uma balança de precisão, três carros, sendo um com placas brasileiras, uma caminhonete e dinheiro. 

Os sete presos e os veículos foram encaminhados para a sede da Divisão de Investigação de Crimes do departamento de Amambay, enquanto que os outros materiais apreendidos foram levados para a sede do escritório regional Antinarcóticos de Pedro Juan Caballero.

 

Fonte: G-1

Silvia Abravanel foi internada e continua no hospital

A apresentadora Silvia Abravanel, filha de Silvio Santos, usou suas redes sociais nesta quarta-feira (3) para tranquilizar os fãs. Ela está internada por causa de uma pneumonia desde segunda (1), dois dias após o casamento da irmã, Patricia Abravanel.

"Oi gente, tudo bem? Estou aqui me recuperando e logo logo estou aí com vocês, muito mais em breve do que vocês imaginam", disse em um vídeo.

"Eu estou morrendo de saudades e vocês estão aqui do lado esquerdo meu peito."Enquanto a irmã está no hospital, Rebeca Abravanel assumiu o comando do "Bom Dia e Cia".

Fonte: GCN

A foto tirada por Hilda Clayton no momento de sua morte (Foto: Hilda Clayton )

Exército americano divulgou uma imagem feita por uma fotógrafa da instituição mostrando o exato momento em que ela e quatro afegãos foram mortos, em uma explosão na província de Laghman (leste do Afeganistão).

A especialista em informações visuais Hilda Clayton, na época com 22 anos, e os homens morreram quando um morteiro explodiu acidentalmente durante um treinamento das tropas, em julho de 2013.

A foto, inédita até agora, foi publicada pela revista oficial Military Review, com autorização da família de Clayton.

Outra imagem recém-divulgada, também registrando o momento da explosão, foi feita por um militar afegão a quem Clayton ensinava técnicas de fotojornalismo.

O aprendiz também foi morto no acidente, junto a outros três soldados afegãos.

"A morte de Clayton simboliza como as soldados do sexo feminino estão cada vez mais expostas a situações perigosas em treinamento e em combate, ao lado dos homens", escreveu o Exército americano em sua publicação.

À revista Time, o editor da Military Review, Bill Darley, disse que as fotos chegaram por intermédio de um militar que serviu o Exército com Clayton.

Esta foto, também da explosão fatal, foi tirada por um afegão que estava sendo treinado por Clayton (Foto: US Army)

O Exército afirmou que Clayton "não apenas ajudou a documentar atividades voltadas ao fortalecimento da parceria (entre EUA e Exército afegão) como também compartilhou os riscos de participar desse esforço."

Fonte: G-1

 

Fonte: Fonte: Lem News

Nesta terça-feira (2), a Companhia Independente de Policiamento Especializado da Chapada Diamantina (Cipe/Chapada) comemorou o primeiro ano de atividades apresentando resultados positivos. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), a unidade criada para reforçar a segurança no interior do estado e combater quadrilhas especializadas em tráfico de drogas e roubo a bancos tem apresentado como resultados, a prisão de grupos criminosos, o combate ao plantio e comercialização de drogas e ampliação da sensação de segurança para a população de diversos municípios.

Com sede em Ruy Barbosa, distante 321 quilômetros da capital, a Cipe/Chapada conseguiu barrar as investidas contra unidades financeiras (agências bancárias, carros-fortes, terminais de autoatendimento e outros) nos últimos meses, no território composto por 41 cidades. "Estamos há mais de 140 dias sem registro de roubos a bancos", afirmou o comandante da Cipe/Chapada, major PM Ricardo Passos.

 

Para fazer parte dessas especializadas, o policial passa por um processo seletivo que avalia seu preparo físico, emocional, ético e psicológico. Todos os 98 PMs que ali atuam foram exaustivamente treinados para suportar privações e situações de clima extremo. "Já ficamos cerca de três dias na mata em busca de criminosos", exemplificou o comandante.

Na tarde de segunda (1), nas ruas da Palha e Venâncio de Jesus, em Ruy Barbosa, guarnições prenderam os traficantes Reginaldo Miranda Souza, 20 anos e Bruno Miranda Souza, 18 anos, além de dois menores que comercializavam drogas na cidade. Com grupo foram apreendidas duas armas.

Além de proteção, os homens dessa companhia se engajam em causas sociais. Em abril, entregaram doações (alimentos, roupas, água, entre outros materiais) para moradores de Lajedinho que haviam perdido bens nas fortes chuvas. Conforme nota da Ascom / SSP-BA.

Fonte: SSP BAHIA
voltar   home   subir  imprimir
  PUBLICIDADE


| Todos os Direitos Reservados |