LEM News - Notícias que realmente interessam!
(77) 9.9906-1346
DESTAQUES DO LEM NEWS

A agência espacial americana Nasa está buscando um novo "protetor planetário" com a tarefa de defender a Terra contra ameaças de alienígenas. Mais especificamente, a principal preocupação do trabalho é evitar a "contaminação biológica da exploração espacial por homens e robôs".

Isto se aplica tanto às espaçonaves retornando à Terra quanto ao risco de que humanos contaminem outros planetas.

Junto com o inspirador título do emprego, a posição vem com um bom salário, na faixa anual de US$ 124 mil a US$ 187 mil (R$ 386 mil a R$ 582 mil).

As vagas foram abertas a cidadãos americanos em julho e as pessoas podem se candidatar até meados de agosto. Mas o anúncio do emprego vinha passando em brancas nuvens até chamar a atenção, e a imaginação, de veículos de imprensa dos EUA.

A ideia nem é tão nova assim. O acordo internacional da ONU sobre exploração espacial, assinado em 1967, pedia que as potenciais nações espaciais tomassem cuidado com contaminantes.

Entre os objetivos do Escritório de Proteção Planetária da Nasa, está o de manter outros mundos "em seu estado natural" e "tomar precauções para proteger a biosfera da Terra no caso de existir vida em outros lugares".

A ideia de contaminação indesejada por alienígenas é bem comum nos livros de ficção científica.

A atual ocupante do cargo, Catharine Conley, disse ao New York Times em 2015 que ganhou óculos escuros no estilo da série de filmes dos Homens de Preto em seu primeiro dia no trabalho, mas que a principal ameaça são, na verdade, os humanos.

"Se estamos buscando vida em Marte, seria meio chato levar vida da Terra para lá e acabar encontrando isso (no planeta)", disse ao jornal americano.

As grandes responsabilidades podem explicar o salário generoso - mas as qualificações exigidas são complexas.

Além de ter um "conhecimento avançado sobre proteção do planeta", o candidato precisa ter experiência em "programas espaciais de importância nacional". Também pedem formação em física, engenharia ou matemática. E o trabalho exige que o candidato seja habilitado a trabalhar sob o mais alto nível de sigilo.

Foi o mesmo que fez com a Gallileo, que orbitou Júpiter até 2003.

Recentemente a questão da limpeza e descontaminação de aeronaves espaciais veio à tona quando o vice-presidente americano, Mike Pence, encostou em uma peça de equipamento da Nasa apesar do grande aviso de "não toque".

A peça seria usada na nave Orion, que está em construção. Depois da gafe, a Nasa garantiu que a superfície da peça seria rigorosamente limpada.

Fonte: G-1

As Forças de Segurança Pública do Estado de Goiás, GRAER e PM/2, do Estado da Bahia, RONDESP OESTE, Força Tarefa da SSP/BA e DEPIN – 11° COORPIN e a Polícia Federal, através do compartilhamento informações, prenderam na tarde de hoje uma quadrilha especializada no Tráfico de Drogas, que mantinham um Laboratório de Fabricação de Cocaína no Parque dos Pireneus na cidade de Anápolis-GO, onde foram apreendidos aproximadamente 50kg de Cocaína pronta, e vários insumos utilizados para fabricação da droga.

 

Durante a operação, o líder da quadrilha, Josemir da Silva Vitorino, Vulgo ” Nego Jó “, um dos maiores traficantes do Oeste Baiano, morreu em confronto com as equipes da Polícia Militar do Estado de Goiás. Em poder da quadrilha foram apreendidas quatro Pistolas sendo uma Glock 9mm, com Kit Rajada, duas pistolas Taurus cal 9mm, uma pistola Taurus cal .40 e ainda a quantia aproximada de 20 mil reais.
A quadrilha de Nego Jó é responsável por diversos homicídios no Estado da Bahia, sendo reconhecidos pela extrema violência.

Contra ” Nego Jó ” existiam 4 Mandados de Prisão a serem cumpridos, durante a operação foram presos a Jaudeni da Silva Vitorino, irmão do Nego Jó, Reginaldo Osano da Silva, vulgo Rege, Ronilton dos Santos Rocha e Carla Cristina Santos da Silva, esposa do Nego Jó, todos com envolvimento comprovado no Tráfico de Drogas.

Todos os presos, armas, dinheiro, veículos e drogas foram conduzidos a Central de Flagrantes da Polícia Civil da Cidade de Anápolis, onde a Autoridade Policial adotou os procedimentos previstos na legislação vigente.

Fonte: PM de Gois

Pabllo Vittar foi envolvido em uma polêmica depois de o compositor Rico Dalasam pedir a remoção da música "Todo Dia" de plataformas digitais. Em nota enviada ao Purepeople, a assessora da intérprete do hit "Sua Cara", com marca de 18 milhões de views em um dia, explicou que Dalasam pediu a revisão da remuneração dos direitos conexos de intérprete da canção.

"Rodrigo Gorky e Arthur Gomes (Maffalda) são co-autores da musica "Todo Dia", tendo criado todo o instrumental (bases), entretanto, na época do lançamento do álbum, foi acordado e assinado contrato entre as partes que estipulava a integralidade de Rico com 100% os direitos autorais pela composição da música. Em contrapartida, sua participação como artista convidado na gravação da música seria gratuita, ressalvados os seus direitos de execução pública como intérprete, que são aqueles pagos diretamente pelo ECAD e sociedades autorais. Todos os documentos e autorizações foram assinados refletindo esse combinado."

Fonte: msn
01
Ago/17

LEM MONT

 

Fonte: Lem News

Uma fiscalização contra o trabalho infantil, feito pela Secretaria de Assistência Social de Cruzeiro do Sul, flagrou crianças de 5 a 12 anos trabalhando em casas de farinha no município. Crianças manuseando facões e carregando sacos com até 50 quilos foram algumas das situações encontradas. A ação ocorreu nos dias 25, 26 e 27 de julho.

A coordenadora de Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Aepeti), Eva Bezerra, disse que as fiscalizações estão sendo constantes em comunidades rurais do município. “Das 27 casas fiscalizadas, em três foram identificados casos de trabalho infantil. Encontramos, inclusive, crianças de cinco anos com facões e carregando sacos de farinhas nas costas”, relatou.

As casas de farinha foram fiscalizadas nas comunidades Pentecoste, Santa Bárbara, Belo Jardim, Ramal do Japãozinho, Vila Assis Brasil e Ramal da Mariana I. “Nessas farinhadas se reúnem várias famílias para poder fazer a farinha, então, conseguimos fazer o trabalho de conscientização com 41 famílias que é o nosso grande objetivo”, acrescentou

Fonte: G1
01
Ago/17

MCA AUTO CENTER

 

Fonte: Lem News

Um estudo publicado nesta segunda-feira (31/07) na prestigiada revista Nature aponta que existe 90% de chances de a temperatura global aumentar entre 2 e 4,9 graus Celsius ainda neste século – ou seja, aquém da meta fixada pelo Acordo de Paris.

De acordo com o estudo da Universidade de Washington, há apenas 5% de chance de as temperaturas não ultrapassarem os 2 graus e 1% de o aquecimento alcançar apenas 1,5 em relação aos níveis pré-industriais.

"A nossa análise mostra que o objetivo de 2 graus apresenta um melhor cenário", afirma o diretor da pesquisa, Adrian Raftery. O pesquisador destaca que essa meta, porém, só será alcançada com esforços grandes e sustentáveis realizados durante os próximos 80 anos.

De acordo com o programa ambiental das Nações Unidas, cerca de 54 bilhões de toneladas de gases do efeito estufa são emitidos por ano, principalmente pela queima de combustíveis fósseis. A ONU estima que essas emissões deveriam ser reduzidas para 42 bilhões de toneladas até 2030 para frear o aquecimento global abaixo dos 2 graus.

Dargan Frierson, outro autor da pesquisa, ressalta que os danos causados pelo calor, pela seca, pelo clima extremo e pelo aumento do nível do mar serão muito mais graves se a temperatura subir mais do que 2 graus.

Para chegar a esse prognóstico, o estudo levou em conta três aspectos importantes nos quais se sustenta o aumento de emissões de gases causadores do efeito estufa: a população mundial, o PIB per capita, e a quantidade de carbono emitida por cada dólar de atividade.

Uma das grandes surpresas foi o fato de que o aumento da população terá um impacto inferior ao esperado na mudança climática, pois a expectativa é de que o crescimento aconteça, principalmente, na África, que utiliza menos fontes de combustíveis fósseis. A principal preocupação se centra na intensidade das emissões de carbono, porque a velocidade de diminuição deste valor será crucial para determinar o futuro do aquecimento global.

Já um estudo da Universidade do Colorado, publicado também nesta segunda-feira na revista Nature, afirma que se o ritmo das emissões nos próximos 15 anos for mantido, o mais provável é que o aumento da temperatura seja de 3 graus. A pesquisa analisou a capacidade dos oceanos de absorver o carbono, o desequilíbrio energético e o comportamento das partículas finas na atmosfera.

"Esta análise é fundamental para nos entendermos e para que os políticos percebam quanto tempo temos antes de o planeta alcançar determinado limite", destaca Robert Pincus, um dos autores do estudo.

Fonte: MSN
01
Ago/17

Tela Mar

 

Fonte: Lem News

O ato de colecionar veio de família. O menino, então com quatro anos, ao ver a dedicação do pai com os selos, decidiu ter a própria coleção. Foi quando Silvio Rosa Santos Martins, fotógrafo de Sorocaba (SP), adquiriu seu primeiro selo em 1976. Desde então, virou filatelista de carteirinha e especialista no assunto.

Hoje com 45 anos, a coleção de Silvio tem cerca de 1,4 milhão de selos e inclui exemplares raros, como o primeiro fabricado no Brasil, em 1843, chamado de Olho de Boi, e o selo em comemoração aos 300 anos de Sorocaba, com o rosto do fundador Baltazar Fernandes estampado, de 1954.

 

Diferentemente do pai, que preferia selos com obras de grandes nomes da arte - como Leonardo Da Vinci e Pierre-Auguste Renoir -, Silvio adquire selos de todo o mundo.

No Dia Nacional do Selo, comemorado nesta terça-feira (1°), o fotógrafo abriu sua coleção ao G1 e falou sobre os cuidados necessários para manter os selos bem conservados. Todos foram catalogados e separados em 100 pastas.

O selo raro que custou mais caro foi adquirido por R$ 1 mil e retrata os 50 anos da Semana de Arte Moderna, em 1922. Em contrapartida, o item que marca o primeiro campeonato mundial de Ayrton Senna, de 1988, foi encontrado por R$ 50 e também é considerado raro.

Fonte: G1
01
Ago/17

GLOBAL SYSTEM

 

Fonte: Lem News

O governo devolverá ao consumidor um valor que recebeu a mais para compensar a queda de arrecadação que Estados da Região Norte teriam com novos investimentos em energia. O dinheiro foi mantido ilegalmente pela União por três anos e só será devolvido após cinco ofícios enviados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e depois de publicação de reportagem do ‘Estadão/Broadcast’ sobre o assunto.

Ao todo, R$ 1,13 bilhão, em valores atualizados, será devolvido a partir do ano que vem. Se fosse ressarcido de uma só vez, o consumidor teria uma redução de 0,8% na conta de luz. Mas a devolução será feita em quatro parcelas iguais, em 2018, 2019, 2020 e 2021 – serão R$ 282,5 milhões por ano.

A proposta está em ofício enviado pelo secretário executivo do Ministério do Planejamento, Edvaldo Risso, ao diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino. Foi Rufino quem cobrou do governo a devolução dos recursos. O plano será incluído na previsão orçamentária do Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) dos próximos anos.

Em ofício enviado em abril, o quinto desde 2014, revelado pelo Estadão/Broadcast, Rufino mencionou a arrecadação a mais, feita entre 2010 e 2012, realizada para compensar Estados que teriam prejuízo financeiro com a conclusão de obras de conexão ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

Apesar dos benefícios ao País e à população das regiões isoladas, haveria redução no uso de usinas termelétricas para suprir esses locais e, consequentemente, da arrecadação dos Estados da Região Norte com o ICMS incidente sobre combustíveis fósseis.

Uma lei de 2009 estabeleceu a cobrança extra, na tarifa de todos os consumidores do País, para compensar esses Estados pela perda arrecadatória. Entre 2010 e 2012, o governo arrecadou R$ 747,8 milhões.

Desse valor, o Estado de Rondônia foi ressarcido com o recebimento de R$ 51,3 milhões. Foi o único Estado que foi interligado nesse período. Sobraram R$ 689 milhões, que ficaram no caixa do Tesouro, que, hoje, atualizados, atingem R$ 1,13 bilhão.

A mesma lei também estabeleceu que eventuais saldos positivos decorrentes dessa arrecadação em 1.º de janeiro de 2014 deveriam ser devolvidos. Nos últimos três anos, porém, isso não aconteceu.

Fonte: G1

 

Fonte: Lem News

Morreu na tarde deste domingo o bebê Arthur Cosme de Melo, que foi atingido em junho por um tiro quando ainda estava no útero da mãe, Claudineia dos Santos Melo, de 28 anos. A direção do hospital em que ele estava internado, em Duque de Caxias, informou que houve uma piora no quadro clínico da criança devido a uma hemorragia digestiva intensa, diagnosticada às 5h30 desta manhã. O óbito foi confirmado às 14h05.

Segundo a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, o corpo de Arthur será encaminhado ao Instituto Médico Legal antes de ser liberado para o enterro. O procedimento é padrão em casos de violência.

Arthur estava em estado grave, mas já respirava sem a ajuda de aparelhos. A bala, que perfurou a pelve de Claudineia, passou de raspão pelo crânio da criança, entrou pelo ombro direito, atingiu a coluna e cruzou o pulmão. Devido aos ferimentos, o bebê havia nascido com um quadro de paraplegia. 

Claudineia estava grávida de 39 semanas quando foi baleada na saída de um mercado na Favela do Lixão, em meio a um confronto entre traficantes e policiais. Ela recebeu alta no dia 6 de julho.

Confira a íntegra da nota emitida pela Secretaria de Saúde do RJ:

“A direção do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes informa que o paciente Arthur Cosme de Melo foi a óbito às 14h05 deste domingo, 30/7, após apresentar piora de seu quadro clínico em decorrência de uma hemorragia digestiva intensa, por volta das 5h30 da manhã. A família do paciente foi informada e esteve na unidade ainda pela manhã, recebeu todas as informações sobre o estado de saúde do paciente, que esteve gravíssimo nas últimas horas. Todos os procedimentos para reverter o quadro foram adotados, porém não houve resposta clinica do paciente. A família foi imediatamente informada e esteve novamente reunida com a chefia da UTI Neonatal e equipe médica. O corpo do paciente será encaminhado ao Instituto Médico Legal, procedimento que é padrão em casos de violência (vítima de perfuração por arma de fogo, como é o caso).

Assim como a direção e toda a equipe médica do hospital, a Secretaria de Estado de Saúde lamenta a perda da família, presta solidariedade neste momento de grande dor e segue à disposição dos pais e familiares.”

Fonte: MSN

 

Fonte: Lem News

Desde que um cientista da Nasa declarou que a Terra não estaria preparada para barrar um asteroide “surpresa” que se aproximasse sem ser detectado, a preocupação do público vem crescendo em relação a uma potencial ameaça. Mas, para proteger nosso planeta, a agência espacial americana já está desenvolvendo um poderoso sistema de defesa planetária. E a passagem de uma rocha espacial a 6.800 quilômetros da Terra (perto, em termos cósmicos, mas não o suficiente para oferecer qualquer risco) será a chance perfeita para testar essas novas tecnologias. Segundo a Nasa, que anunciou o experimento neste fim de semana, a oportunidade colocará à prova os observatórios e cientistas responsáveis por detectar e rastrear asteroides potencialmente perigosos.

“Cientistas sempre apreciaram saber quando um asteroide fará uma passagem próxima e segura pela Terra, porque eles podem fazer preparativos para coletar dados, caracterizar [o objeto] e aprender o máximo possível sobre ele”, disse Michael Kelley, cientista envolvido no programa e líder da campanha de observação do TC4, como foi batizado o asteroide que será objeto de estudo. “Desta vez, estamos adicionando outros esforços, usando este voo próximo para testar a rede mundial de detecção e rastreamento de asteroides, avaliando nossa capacidade de trabalhar juntos para encontrar uma potencial ameaça real.”

Fonte: Veja

 

Fonte: Lem News

O Facebook decidiu desligar um experimento envolvendo chatbots depois que descobriu que o robô tinha desenvolvido uma linguagem própria para conversar com outra inteligência artificial. Batizados de Alice e Bob, os dois robôs criados para uma experiência que visava monitorar a capacidade de negociação entre dois robôs numa conversa. Com o tempo, os mecanismos de aprendizado das duas inteligências artificiais começaram a inventar novas frases, criando uma linguagem fora dos padrões orientados pelos programadores.

O experimento consistia na criação de mecanismos que deviam ser ensinados por um chatbot ao outro para que eles aprendessem juntos como os seres humanos se comunicam. Em seguida, ambos deviam realizar tarefas que envolviam negociações. Todo o processo foi relatado pelo Facebook no blog oficial de desenvolvimento da plataforma social.

Durante o monitoramento, os desenvolvedores notaram que os robôs criaram uma linguagem própria, mais eficiente para troca de informações entre Alice e Bob, mas ineficaz para dar conta da tarefa para a qual foram criados: negociações. Em virtude disso, o experimento foi encerrado.

A ideia original por trás desses chatbots era criar inteligências artificiais capazes de negociar: oferecer limites, concessões, regras e compromissos, da mesma forma que os humanos fazem

Fonte: TechTudo
01
Ago/17

GOLDEN BEER

 

Fonte: Lem News

A maior ponte do mundo está prestes a ser inaugurada na China.

Com um comprimento de 50 km, a passagem deve começar a ser usada no final de 2017, um ano após o prazo planejado.

A maior parte da ponte, que liga Hong Kong, Zhuhai e Macau, já foi finalizada.


Só a pavimentação levou três anos para ser completa. A construção como um todo começou em 2009.

A Rio-Niterói, que era a segunda maior ponte do mundo no ano de inauguração, 1974, tem 13,29 km e levou seis anos para ficar pronto.

Fonte: g1

 

Fonte: Lem News
voltar   home   subir  imprimir
  PUBLICIDADE


| Todos os Direitos Reservados |