LEM News - Notícias que realmente interessam!
(77) 9.9906-1346
Bahia

 

Sob olhares de moradores das ruas da Liberdade, o desfile cívico em comemoração ao 2 de Julho, data que celebra a independência do Brasil na Bahia, arrasta uma multidão neste sábado (2), em Salvador. Com o tema "Caboclos - Símbolos da Liberdade", protestos pacíficos e manifestações culturais chamam atenção durante o cortejo que começou por volta das 9h15, após hasteamento das bandeiras. Entre os atos realizados, um grupo lembrou o massacre na boate gay em Orlando, nos Estados Unidos

Com o tempo instável, a concentração em volta do Largo da Lapinha começou logo cedo. A alvorada de fogos, por volta das 6h, anunciou o grito de liberdade daqueles que lutaram pela consolidação da independência do país. Segundo o major Edmilton Reis, da 27ª CIPM da Liberdade, 30 mil pessoas seguem o desfile.

Domingos dos Santos toca pandeiro na orquestra Xangô e participa do cortejo há 15 anos. "Eu gosto de participar e de ganhar o 'troco'. A gente que toca tem que gostar desses eventos", diverte-se o músico. Assim como ele, Maria da Luz Barreto, de 80 anos, também faz questão de marcar presença na festa e nem se lembra quando começou a frequentar o desfile. Ela, que sempre curte a comemoração da independência ao lado da irmã, Maria Graça Barreto, de 68 anos.

"Desde sempre eu participo. Gosto muito. Sou uma patriota. Tenho conseguido acompanhar o cortejo e dar minha contribuição. É uma festa miscigenada, do candomblé e das igrejas", diz Maria da Luz. "Viemos juntas no mesmo ideal", completa Maria das Graças.

Após o hasteamento das bandeiras feito pelo governador da Bahia, Rui Costa, o prefeito de Salvador, ACM Neto, e o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo, o desfile começou a circular pelas ruas da Liberdade, com destino à Praça Tomé de Souza.

Maria da Purificação, 56 anos, se sente emocionada em participar da festa de independência do Brasil na Bahia. "Eu sinto uma emoção tão grande. É uma festa autêntica da Bahia. Nem no 7 de setembro eu sinto uma emoção tão grande. O feriado deveria ser nacional", afirmou.

Patriotismo e protestos

Iutani de Souza, de 70 anos, elogiou a beleza do desfile e contou que faz questão de participar em todos os anos. "Acho muito bonito o desfile dos caboclos e os tambores. Sou do candomblé, de Ogum. Vou seguir o cortejo até o Pelourinho", contou.

Além do espírito cívico, diversas manifestações culturais e políticas marcam tradicionalmente o desfile do 2 de Julho. Partidos, sociedade civil, sindicatos e grupos artísticos aproveitam o espaço que é marcado pela liberdade para se manifestar.

As irmãs Moema Brasil e Lígia Brasil sempre acompanham e moram no bairro por onde passa o cortejo do 2 de Julho. Elas acompanham a festa há mais de 15 anos.

"O baiano gosta da tradição e é uma data cívica importante, onde as pessoas mostram a satisfação e insatisfação. Acho muito válido meu bairro ter tradição histórica. É uma coisa que a gente incentiva para as crianças. Meu sobrinho mesmo participa da fanfarra do colégio", diz Moema. "É importante passar para as gerações futuras o significado dessa", afirma Lígia.

2 de Julho
A história da Independência começa a ganhar força no início de 1822, com o desejo da Bahia de romper com a coroa. Após muita luta, D. Pedro I envia tropas comandadas pelo general Labatut e naus comandadas por Lo Cotrem, mas é o exército de voluntários que luta em batalhas secretas. A pior delas: a de Pirajá. Cercados por terra e mar, os portugueses ficam acuados em Salvador. Decidem então abandonar a cidade e fogem por mar, na madrugada do dia 2 de julho de 1823. Pela manhã, o exército brasileiro entra vitorioso na cidade.

Fonte: G1

 

O adolescente de 14 anos baleado e enterrado vivo no município de Itapebi, sul da Bahia, no último domingo (26), relatou à polícia que prendeu a respiração para se fingir de morto.

Em depoimento ao delegado José Hermano Costa, na quinta-feira (30), o jovem descreveu como ocorreu o crime e o "enterro".

"Após levar os tiros, no rosto e abdômen, ele disse: 'prendi a respiração, acharam que eu estava morto e me enterraram'. Depois disso, ele relatou que conseguiu sair do buraco e pediu socorro a um rapaz que passava pelo local", disse o delegado em entrevista ao G1 nesta sexta-feira (1º). José Hermano suspeita que o crime tenha motivação com o tráfico de drogas.

Segundo ele, ainda faltam ouvir testemunhas do crime para concluir as investigações. "Preciso ouvir os policiais que atenderam a ocorrência, o rapaz que socorreu ele e a avó dele", relata.

De acordo com José Hermano, outras cinco pessoas estão envolvidas no crime. No depoimento, a vítima ainda descreveu as características de um dos suspeitos e onde ele pode ser localizado. Até a publicação desta reportagem, ele não havia sido preso.

Caso
O adolescente relatou ao delegado, em depoimento na quinta-feira (30), que estava em uma festa junina quando foi chamado por um conhecido para ir até uma roça perto do Parque de Exposições, onde ocorria a comemoração.

Ao chegar no local, outras cinco pessoas estavam esperando ele. "Um chegou, chamou ele e, quando o adolescente chegou já tinham cinco pessoas esperando. Depois de levar os tiros e fingir a morte, ele foi enterrado perto de um lixão da cidade", relatou o delegado.

O jovem conseguiu deixar a cova mesmo com as mãos amarradas e pediu socorro às margens da BA-275. De acordo com o delegado, um rapaz que passava pelo local chamou a polícia e o SAMU. "Ele agora [nesta sexta] está no hospital da região, falando normal", concluiu José Hermano Costa.

Fonte: G1
 

Um jovem de 19 anos e a namorada dele de 18 foram encontrados mortos enterrados no quintal de uma casa, no município de Floresta Azul, sul da Bahia, nesta terça-feira (28), quatro dias após desaparecerem depois de participar de uma festa junina. Um tio do rapaz, proprietário do imóvel, foi preso em flagrante e confessou o duplo homicídio. Segundo a polícia, o homem cometeu o crime após uma discussão com o sobrinho, devido ao fato dele ter levado a namorada para a casa. 

De acordo com a delegada Ana Paula Gomes, o suspeito, o pedreiro Wilson Meira de Oliveira, 41 anos, afirmou ter usado drogas trinta minutos antes de cometer os crimes, na manhã de sexta-feira (24). Antes de assumir a autoria dos homicídios, o homem chegou a prestar queixa na delegacia da cidade sobre o desaparecimento do sobrinho, Edson de Jesus, e da namorada, Isabela Regis Lima, e acompanhar as buscas realizadas pela polícia.

O acusado foi preso também nesta terça, logo após a polícia encontrar os corpos das vítimas em uma cova rasa no fundo da residência, localizada na Travessa Camacã. Os dois haviam sido vistos pela última vez por volta de 4h da madrugada de sexta, numa festa em Floresta Azul, e foram encontrados mortos, em avançado estado de decomposição, com as mesmas roupas.

"Ele [Wilson] morava no imóvel com o sobrinho e a mãe, que é avó do rapaz. A avó não gostava que Edson e Wilson levassem mulheres para a residência e, conforme depoimento do acusado, foi isso que provocou a discussão. A avó, no entanto, estava viajando no dia do crime, além disso o casal não estava fazendo nada de mais na casa", afirmou a delegada.

Conforme a polícia, após o desentendimento, Wilson pegou um pedaço de madeira nos fundos da casa e deu um golpe pelas costas no sobrinho, que caiu no chão na frente da namorada. "Depois, ele continuou espancando a vítima no chão e a menina ficou em estado de choque. Em seguida, Wilson também decidiu matar a jovem, segundo ele para não deixar testemunhas. Ele pegou um fio de telefone e a asfixiou até a morte. Depois, percebeu que o sobrinho ainda estava respirando, pegou o fio e fez o mesmo com ele até matar", disse a delegada.

Ainda conforme a polícia, após a morte das vítimas, o pedreiro abriu um buraco de cerca de 60 centímetros no quintal e enterrou os corpos. Para que ninguém desconfiasse de nada, de acordo com a polícia, o tio disse para vizinhos que estava fazendo o buraco para consertar uma tubulação que estava rompidaTio confessa o crime

"Quando foram encontrados, na manhã desta terça, os corpos estavam com as mesmas roupas que eles estavam usando na festa. Passamos a desconfiar do tio do rapaz quando vimos em um blog da região uma publicação informando que ele [o tio] estava impedindo familiares que tinham vindo de outra cidade, para acompanhar as buscas, de entrar na casa. Então, fomos até o imóvel e localizamos os corpos. Ele foi preso em flagrante e disse ser usuário de drogas há cerca de dez anos e que passou a noite anterior ao crime consumindo crack", disse a delegada.

Isabela também morava no município de Floresta Azul e estava namorando com Edson há cerca de três meses. Segundo a delegada Ana Paula Gomes, os dois eram estudantes. "Ela era uma menina super tranquila, uma moça estudiosa e que, conforme familiares, só costumava sair de casa para a escola. As famílias dos dois sabiam do relacionamento e concordavam. Ninguém se mostrou contra o relacionamento. Portanto, não existia nada pessoal. Esse crime foi uma ação isolada do tio da vítima. Os demais familiares não têm nada a ver", afirmou. A delegada disse que outros familiares serão ouvidos somente após o enterro das vítimas, devido ao fato de estarem bastante abalados com o crime.

O suspeito, que foi levado para o complexo policial da cidade de Ibicaraí, vai responder por homicídio qualificado e deverá ser transferido nos próximos dias para o presídio de Itabuna, também no sul do estado. "Além do homicido qualificado, por motivo torpe e impossibilidade de defesa das vítimas, ele responderá ainda por ocultação de cadáver, feminicídio e fraude processual, por ter tentado atrapalhar as investigações. Foi um crime bárbaro, uma crueldade,

Familiares e vizinhos lamentam
Os corpos de Edson e Isabela foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itabuna. Bastante abalados, os familiares dos jovens mortos lamentaram o ocorrido. "Não esperava um momento tão drástico desse, que infelizmente aconteceu", lamentou Dorivaldo Bispo, tio de Edson. "Vamos fazer o que, não é? Não tempos como não chorar", destacou Crispiniano Lima, tio de Isabela.

O crime chocou a população de Floresta Azul, sobretudo os vizinhos de Wilson, que disseram não ter desconfiado de nada. "Ele mesmo começou a procurar [os jovens] com a própria família. Frequentou todos os lugares e chegou a ter a ir em Almadina e Santa Cruz da Vitória", disse a comerciante Edinora Barbosa. "Ele falava que só iria sossegar quando os achasse [os jovens] e eu aqui fazendo chá e dando comida, porque não suspeitei de nada", disse outra vizinha, a dona de casa Maria Moreira.

Fonte: G1

 

O mês de junho chegou e com ele toda a expectativa para o São João e o Shopping da Bahia não poderia ficar de fora dessa. Do dia 01 ao dia 29 de junho a praça Dorival Caymmi, localizada no 2º piso, se transforma em uma vila junina com atrações para toda a família, é o Arraiá da Criançada Shopping da Bahia.

 Um espaço com várias atrações e atividades recreativas, como o labirinto temático “Perdidos na Plantação” e touro mecânico, além da caipirização, pintura facial junina. O valor de cada brinquedo é de R$10.

“Os clientes estão procurando experiências nos centros de compras. Para estimular o consumo, precisamos agregar experiências de lazer e entretenimento que envolvam toda a família”, explica Izabel Ciacci, gerente de marketing do shopping.

O labirinto traz um milharal em tamanho natural, com cenografia criada por Graça Borges e Pedro Caldas que permite uma aventura para a criançada, que tenta achar a saída e encontrar o “milho de ouro” no meio do trajeto.

Neste período, as lojas de moda costumam ter desempenho melhor de vendas em virtude do São João. “Além das atrações de lazer, o mês de junho é um momento importante para o nosso empreendimento. As pessoas que voltam ao interior nesse período para visitar suas famílias encontram no Shopping da Bahia uma ótima opção de compras antes de pegarem a estrada”, lembra Izabel.

E no São João não pode faltar forró! Um palco com atrações musicais anima os clientes do shopping ao som do forró pé-de-serra.

Fonte: G1
Um processo corre na 11ª Vara Cível e Comercial de Salvador que tem como réu o Facebook Serviços On Line do Brasil Ltda e tem como autora ninguém menos do que Ivete Maria Dias Sangalo, a popular Veveta. A abertura foi feita em 18 de abril deste ano e tem como valor fixo R$ 1 mil. 
 
Na última audiência, realizada no último dia 9, em que a cantora foi representada pelo seu advogado, a tentativa de conciliação entre as partes "não logrou êxito", conforme relatado no processo. 
Em contato com a assessoria de imprensa de Ivete, a reportagem do Bocão News foi informada que "não se trata propriamente de um litígio contra o Facebook. A ação tem por objeto a retirada de uma imagem falsa postada por um usuário do Instagram, de conteúdo inverídico".
Fonte: Boco News

Quem precisa tirar Carteira de Trabalho deve se apressar para emitir o documento na próxima semana. O motivo é que entre os dias 16 de junho e 3 de julho o serviço de emissão do documento ficará suspenso. Segundo a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), a interrupção de 18 dias atende determinação do Ministério do Trabalho, que vai implantar nova versão do sistema.

A Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) é o documento obrigatório para toda pessoa que venha a prestar algum tipo de serviço, seja na indústria, no comércio, na agricultura, na pecuária ou mesmo de natureza doméstica. Segundo o Ministério do Trabalho, o novo sistema trará maior rapidez na entrega do documento.

Em nota, a SRTE esclarece que durante a indisponibilidade do serviço, a empresa deverá seguir a previsão legal descrita nos parágrafos 3º e 4º do Artigo 13 da CLT, que diz que "nas localidades onde não for emitida a Carteira de Trabalho e Previdência Social poderá ser admitido, até 30 (trinta) dias, o exercício de emprego ou atividade remunerada por quem não a possua, ficando a empresa obrigada a permitir o comparecimento do empregado ao posto de emissão mais próximo (Lei nº 5.686, de 03.08.71)".

Fonte: Correio 24 Horas

A Justiça concedeu nesta terça-feira (31) uma liminar que suspende o reajuste de 9,95% na tarifa de água e esgoto, autorizada pela Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa), por meio da Resolução nº 002 de 2016, no final de abril. O aumento estava previsto para começar em 6 de junho.

A decisão foi do juiz Ruy Eduardo Almeida Britto, da 6ª Vara da Fazenda Pública, atende a uma ação civil pública que considera o reajuste abusivo. A ação aponta que a inflação do período medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) foi de 9,83%.

Segundo dados da  ação civil, nos últimos cinco anos, os reajustes tem sido bem maior que a inflação. A assessoria da Embasa disse que aumento é definido pela Agência Reguladora do Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa). Já a Agersa disse que só vai se pronunciar depois de ser informada oficialmente sobre a decisão.

Fonte: Lem News

Um corpo esquartejado foi encontrado em sacos plásticos no município de Simões Filho, na RMS (região metropolitana de Salvador), nesta sexta-feira (27).

Os sacos foram deixados próximo a comunidade do Barro Duro, trecho da Via Parafuso. De acordo com a polícia, o corpo seria de uma mulher, por causa das características físicas e das roupas íntimas.

Uma testemunha, que preferiu não se identificar, afirmou que pessoas em um carro prata deixaram os sacos durante a madrugada. Mas, somente no início da manhã, moradores da região descobriram que se tratava de um corpo e chamaram a polícia.

Duas guarnições da 22ª CIMP (Companhia Independente da Polícia Militar), de Simões Filho, estiveram no local e isolaram a área, considerada perigosa. O caso chocou os moradores da comunidade.

Fonte: R7

Durante uma operação da polícia, 57.600 pés e mais de 3,5 toneladas de maconha foram incinerados na madrugada deste domingo (22). A operação Terra Limpa foi deflagrada pela Cipe/ Semiárido (Companhia Independente de Policiamento Especializado), no povoado de Riacho do Meio, município de Xique-Xique, norte baiano.

Segundo a PM (Polícia Militar), durante a ação foram erradicados e incinerados cerca de 57.600 pés de cannabis sativa e, outras 3,5 toneladas, que já estavam prontas para distribuição, numa ação que durou mais de 14 horas.

Ainda segundo a PM, foi por meio de uma denúncia que  os policiais foram informados que no povoado, estava ocorrendo o plantio da erva. Ao chegar no local, localizado em uma estrada vicinal, a equipe se deparou com uma enorme estrutura de plantio continuado com dois acampamentos, sistema de irrigação por gotejamento, motor para geração de energia, pulverizador, muitos gêneros alimentícios e também muitas ferramentas agrícolas. Ninguém foi preso, pois o grupo possuía informantes que visualizaram a aproximação das guarnições e isso possibilitou a fuga dos criminosos pela caatinga.

 

Fonte: R7

Um homem de 48 anos foi preso em flagrante ao tentar aplicar um golpe em duas pessoas com meio milhão de reais em notas falsas, em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. De acordo com a polícia, o acusado se apresentava às vítimas como Dr. André. Ele encontrou as vítimas em Ilhéus e as encontrou em Conquista. O objetivo dele era trocar as notas falsas por R$ 250 mil em cédulas verdadeiras. O homem foi preso na terça-feira (17).

"A gente estava em Ilhéus, ele procurou a gente e falou que tinha um dinheiro pra fazer uma lavagem pra trocar esse dinheiro, que era tudo orginal. Aí nós viemos pra cá. Quando chegou aqui que o rapaz mostra o dinheiro a gente já conheceu que o dinheiro é falso", disse uma das vítimas.

Segundo o delegado de Furtos e Roubos de Vitória da Conquista, Ney Brito, as vítimas acionaram a polícia após suspeitarem que o dinheiro era falso. "Ele trouxe a pasta contendo o dinheiro que é, no caso, a moeda falsa, são notas falsas de R$ 50, e quando chegou no local com a pasta a polícia abordou. E constatou realmente que havia R$ 500 mil em dinheiro falso em nota de 50", afirmou o delegado.

O acusado está na Delegacia de Vitória da Conquista e vai responder por crime de moeda falsa, podendo pegar de três até doze anos de prisão.

Fonte: G-1

O conselheiro Carlos Levenhagen, em uma decisão liminar, determinou que o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) não utilize os recursos do Fundo Especial de Compensação (Fecom) para custear os salários dos servidores extrajudiciais de cartórios não privatizados, até que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decida sobre o assunto. O fundo tem um superávit de R$ 700 milhões. O TJ quer usar cerca de R$ 70 milhões para pagar os servidores. O pedido para suspender a proposta do TJ-BA de utilizar os recursos foi apresentado pela Associação Nacional de Defesa dos Concursos para Cartórios (Andecc). No pedido, a associação afirma que “a utilização indevida do tratado fundo resultará não apenas em desvio de finalidade na aplicação dos recursos, como também colocará em grave risco a dignidade do exercício profissional dos titulares das serventias extrajudiciais”. O anteprojeto de lei foi aprovado pelos desembargadores no dia 15 de abril deste ano. Na data em que a associação impetrou com o pedido de providências, a proposta ainda não havia sido apresentada a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). A Andecc sustentou que o CNJ já proferiu entendimento de que “dar outra destinação aos recursos desse fundo, ou usar tais recursos com objetivos outros, como para pagamento de despesas públicas ordinárias do Poder Executivo Estadual”, pode configurar desvio de finalidade por violar a Constituição da República, a Lei de Responsabilidade Fiscal, dentre outras normas específicas, com responsabilização do respectivo gestor. O relator do pedido notificou o Tribunal de Justiça para prestar informações sobre o caso. No curso do processo, o relator foi informado que a Assembleia aprovou o projeto de lei que permite o TJ usar parte dos recursos do Fecom no dia 26 de abril, um dia após o encaminhamento formal do texto . O relator considerou que é necessária uma análise urgente da matéria. “Quando da propositura do presente PCA, havia, tão-somente, a iminência de encaminhamento do Projeto de Lei à Assembleia baiana. Porém, já se sabe que o PL já fora encaminhado, publicado no Diário Eletrônico, discutido e aprovado na Assembléia Legislativa, pendendo apenas de sanção do Governador”, diz o conselheiro, que assevera, entretanto, que não cabe ao CNJ analisar decisões de órgãos estranhos ao Poder Judiciário. Para Carlos Levenhagen, a desvirtuação na utilização dos valores do Fecom podem causar “graves danos à atividade notarial, com prejuízo na prestação do exercício profissional, e até mesmo atingir a população que se utiliza do serviço”, apesar de tentar sanar a deficiência do tribunal com a folha de pagamento de servidores. O relator destaca que o fundo foi criado para prover a gratuidade dos atos praticados pelos registradores civis de pessoas naturais, “bem como a promover a compensação financeira às serventias que não atingirem arrecadação necessária ao funcionamento e renda mínima do delegatário”. A liminar foi proferida no dia 28 de abril e deve ser analisada no plenário do CNJ nesta terça-feira (10). O TJ-BA,  afirmou que já se manifestou junto ao CNJ e acredita que o conselheiro vai rever o entendimento e reconsiderar a liminar.

Fonte: Bahia Notcias

Em carta aberta ao prefeito ACM Neto, o cantor e compositor baiano Moraes Moreira fez um apelo à classe artística e criticou o projeto aprovado pela Câmara Municipal de Salvador, que altera o nome do circuito Dodô (Barra) e transfere a homenagem à Daniela Mercury. “Chega de ingratidão, Bahia, seus filhos pródigos não merecem isso”, cobrou o artista. “Esta história vem de longe, todos sabemos que Dorival Caymmi tinha sérias queixas da Bahia. Outros nomes importantes, até de outras áreas, também sofreram e sofrem a falta do devido reconhecimento por partes das autoridades que nos representam. Eu certamente também me incluo nesta lista”, disse músico, que fundou o grupo Novos Baianos e fez história no carnaval da Bahia, junto com Armandinho Macêdo. Moraes Moreira criticou a aprovação do projeto na Câmara, a qual considerou “a toque de caixa” e afirmou que a mudança do nome “É no mínimo espantoso, um erro histórico imperdoável”. “Todos sabemos da enorme contribuição do nosso mestre, não só na invenção do poderoso TRIO ELÉTRICO, como também e principalmente na criação do Pau Elétrico, que veio dar na guitarra baiana, colocando desta maneira a Bahia como pioneira na criação da Guitarra Elétrica. É um divisor de águas. A nossa folia se conta antes e depois do Trio Elétrico”, escreveu. O artista disse ainda que Daniela “merece todas as homenagens, é sem dúvida uma das nossas maiores artistas”, mas que seria uma “indelicadeza com Dodô, sua família e seus admiradores”. “Dodô merece este protagonismo. Osmar, por ser mais expansivo e até pelo fato de ter vivido mais tempo, teve maior reconhecimento. Sou testemunha, porém, de como ele citava Dodô o tempo todo, sempre lembrando a importância do mestre da Eletrônica”, lembrou Moraes, que aproveitou a carta para fazer um “apelo dramático” aos colegas do meio artístico para que a mudança não aconteça. “Que a opinião pública também se manifeste, afinal, o carnaval é festa do povo, que tem todo direito de não aceitar esta mudança”, disse ele, recorrendo ainda à própria Daniela Mercury. “Faço um apelo também a minha querida Daniela, que de alguma forma já se apoderou daquele circuito, através das suas marcantes apresentações”. “Peço ao nosso prefeito o seu veto. Não aprove, não faça isso, pois, pensando bem, tenho certeza que seu avô não o faria. DODÔ NO QUE DER E VIER!”, concluiu.

Fonte: Bahia Notcias

O aumento do número de casos e óbitos provocou a antecipação da vacina para o próximo dia 18

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep), divulgou nesta quinta-feira, 14, um boletim que confirma 25 casos da gripe H1N1, em toda a Bahia. Dessa quantidade, seis pacientes morreram.

O boletim leva em conta notificações registradas do dia 1º de janeiro a 13 de abril. Salvador e Vitória da Conquista são duas das oito cidades que lideram o maior número de pessoas infectadas, com 17 e dois, respectivamente.

Os outros casos da gripe aconteceram em Boa Nova (01), Boquira (01), Feira de Santana (01), Guanambi (01), Ibipeba (01) e Lauro de Freitas (01). Os óbitos foram registrados em  Salvador (03), Boquira (01), Ibipeba (01) e Vitória da Conquista (01).

A Divep recomenda que a população adote as medidas de prevenção da gripe, tais como; lavar as mãos várias vezes ao dia, proteger tosse e espirro com lenços descartáveis, não compartilhar objetos de uso pessoa, manter os ambientes ventilados, evitar contato próximo com pessoas com sintomas de gripe, evitar aglomerações em ambientes fechados. As pessoas devem procurar um serviço de saúde ao perceber os primeiros sintomas da gripe.

Vacina

Por causa do número de casos e óbitos provocados pelo vírus influenza H1N, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab)  antecipou do dia 30 para o próximo dia 18 a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (Influenza).

Ainda esta semana, a Sesab deve receber um lote com um milhão de doses do Ministério da Saúde para início da vacinação nos 417 municípios baianos. A distribuição será feita para os núcleos operacionais de cada região, que irá repassar aos pontos de vacinação que chegam a cerca de 3,6 mil na Bahia. A previsão é a chegada de um lote por semana

A meta é imunizar 3.269.328  de pessoas incluídas nos requisitos do público-alvo: dos idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menos de 5 anos, trabalhadores da saúde (público e privada), mulheres grávidas e puérperas, até 45 dias após o parto, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, sob medidas socioeducativas.

Fonte: Sesab

O secretário de Educação da Bahia, Osvaldo Barreto, pediu demissão do cargo. A informação foi divulgada pelo governador do estado, Rui Costa, na tarde desta segunda-feira (11), durante evento no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

Conforme o governador, o nome do substituto deve ser anunciado até o final do mês de abril. O motivo do pedido de demissão não foi divulgado. O G1 não conseguiu contato com Osvaldo Barreto até a publicação desta reportagem.

Osvaldo Barreto é secretário da Educação da Bahia desde 11 de agosto 2009, no governo Jaques Wagner. Ele foi diretor da escola de Administração da Universidade Federal da Bahia, diretor-executivo da Fapex (Fundação de Apoio à Pesquisa e à Extensão) e assessor da Reitoria da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Fonte: G-1

Um tiroteio entre cidadãos brasileiros de origem cigana aconteceu na noite de ontem dia 97, no município de  Santa Maria da Vitória, resultando na morte de um deles e grave ferimentos em outros. O suspeito do crime, conhecido como Cleone, fugiu em um Gol branco em direção à Correntina.

Bloqueios da PM do Rosário já foram armados para prender o homicida. A PM de Posse também está avisada do deslocamento. Durante um acerto de contas, um dos ciganos matou o outro no meio da rua e sequestrou sua mulher. Por vingança, outros ciganos balearam o filho do sequestrador.

Fonte: Jornal O Expresso

Animais foram adestrados por domador de equinos em Vitória da Conquista.

Três cadelinhas da raça pinscher têm feito sucesso em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, se apresentado em arenas onde ocorrem vaquejadas na cidade. Malú, Socorro e Belinha, como os animais são chamados, foram adestradas pelo domador de cavalos Antônio Eros Silva Lemos, que decidiu fazer uma brincadeira. Ele "substituiu" os equinos que carregam os peões durante a vaquejada pelos cães.

As 'cadelinhas de vaquejada' também carregam peões nas costas, mas não passam de pequenos bonecos de pano confeccionados pelo próprio Antônio, que se diz um amante de rodeios. Malú, Socorro e Belinha chamam a atenção de curiosos e têm até agenda de apresentações.

"Eu gosto muito de cachorro, principalmente dos pequenos. Sem fazer nada, inventei esse ideia de colocar sela nos cães, como coloco nos cavalos. Foi uma brincadeira que fez muito sucesso", destacou o adestrador, que trabalha há 20 anos como domador de cavalos.

 

Homem diz que brincadeira faz sucesso; cães têm agenda de apresentações

Na arena, as cadelinhas obedecem aos comandos de Antônio e, com os peões de pano nas costas, correm para todos os lados. Com tantos convites para participar de festas e exposições, as cadelinhas Antônio afirma que os animais estão tendo vida de artistas.

"Recebi vários convites para exposições em Poções, Guanambi, para a Festa do Café em Barra do Choça, além de outras exposições que não me lembro agora", destaca.

 

Fonte: G-1

Uma estudante de 16 anos do Colégio Estadual Presidente Costa e Silva, no bairro da Ribeira, diz que sofreu discriminação e foi impedida de assistir às aulas na terça-feira (1º) porque estava usando um turbante. Aluna do 3º ano do ensino médio, Laís de Jesus, diz em desabafo compartilhado em redes sociais que se sentiu "ofendida, envergonhada e humilhada" ao ser barrada no portão. A Secretaria da Educação do Estado negou que a aluna tenha sido barrada. 

No relato da aluna, ela conta que o vice-diretor, identificado somente como Celso, a abordou no portão e impediu que ela entrasse, depois de perguntar porque ela usava um turbante. "Eu disse: coloquei porque quis, senti a vontade". O vice-diretor respondeu que o uso da peça só era permitida em caso de motivo religioso, alegando que "a escola não é carnaval e não posso permitir um aluno entrar com cabeça coberta". Laís afirmou que estava sendo racialmente discriminada.

"O meu caso é só mais um e se os demais que venham a passar por isso se calarem isso irá se repetir por milênios! O meu torço deve ser aceitado independente de eu ser candomblecista ou não. Essa regra deve ter mais de 100 anos, nós já estamos em 2016 e isso é lamentável!", conclui o texto da estudante. 

Depois do episídio, estudantes se uniram em um "turbanaço" em manifestação para apoiar a aluna nesta quinta-feira (31). Em nota, o diretor de combate ao racismo da Associação de Grêmios Estudantis de Salvador (Ages) se manifestou. "É lamentável que em tempos onde a auto afirmação de costumes afros se torna cada vez mais respeitado e visível em nossa sociedade, um gestor de escola querer proibir uma estudante de ter acesso a unidade escolar por causa de seu turbante", diz Ralph Oliveira. "Eles já não nos garantem o que é por direito nosso que é o cumprimento da lei 10.639/03 da Afroeducão na rede publica de ensino e agora quer nos impedir, não passarão".

Fonte: Bahia Notcias

Uma adolescente morreu, por conta de um acidente durante o procedimento de alisamento dos cabelos, no município Pé de Serra situado a 220 km de Salvador. As informações foram confirmadas pela DT (Delegacia Territorial).

A vítima havia saído do banho e teria manuseado uma prancha de cabelo com as mãos molhadas. Vanessa Oliveira Silva, de 14 anos, sofreu um choque elétrico, sendo que foi socorrida e encaminhada ao Hospital Isadora Alencar, mas já chegou a unidade hospitalar sem os sinais vitais.

Conforme a DT, o caso ocorreu no sábado (26), no povoado Santo Agostinho. O corpo da garota foi levado para o IML (Instituo Médico Legal) e segundo a polícia o sepultamento da vítima já foi realizado. Abalados, os pais da vítima ainda não compareceram na unidade hospitalar, mas devem prestar depoimentos ainda essa semana.

Fonte: R-7

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (22) a 26ª fase da Operação Lava Jato para cumprir 110 ordens judiciais em oito estados e no Distrito Federal. Na Bahia, serão cumpridos oito mandados de busca e apreensão, um de condução coercitiva, um de prisão temporária e um de prisão preventiva.

As ações acontecem em Salvador. Apenas um dos oito mandados de busca e apreensão será efetuado em Mata de São João, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Os nomes dos presos não foram divulgados pela PF.

Operação Xepa
Além da Bahia, as ordens judiciais serão cumpridas por cerca de 380 policiais, em São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Piauí, Distrito Federal, Minas Gerais e Pernambuco.

No total, estão sendo cumpridos 67 mandados de busca e apreensão, 28 mandados de condução coercitiva, 11 mandados de prisão temporária e 04 mandados de prisão preventiva.

Os trabalhos desenvolvidos na manhã de hoje são um desdobramento da 23ª fase, a Operação Acarajé. Após análise de parte do material apreendido, a investigação descobriu um esquema de contabilidade paralela para pagamentos de vantagens indevidas a terceiros. Segundo a PF, vários dos beneficiados possuem vínculos diretos ou indiretos com o poder público.

Os investigados responderão pelos crimes de corrupção, evasão de divisas, organização criminosa e lavagem de ativos.  Os investigados conduzidos coercitivamente serão ouvidos em suas cidades, enquanto os presos serão levados ainda hoje para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Mandados Judiciais:
28 mandados de condução coercitiva

11 mandados de prisão temporária 
04 mandados de prisão preventiva

67 mandados de busca e apreensão: São Paulo (29), Rio de Janeiro (18), Bahia (8), Distrito Federal (4), Pernambuco (4), Minas Gerais (3), Rio Grande do Sul (1).

Fonte: Correio 24 Horas

Funcionária da Odebrecht foi presa na capital baiana e encaminhada a Curitiba. Houve também dois mandados de busca e apreensão, um deles na sede da Odebrecht Realizações Imobiliárias

A Polícia Federal deflagrou hoje em Salvador um desdobramento da 23ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Acarajé. Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, um na sede da Odebrecht Realizações Imobiliárias e outro na casa de uma funcionária da empresa, que foi alvo do único mandado de prisão temporária expedido. A PF não revelou o nome da mulher presa, que primeiramente foi levada à Superintendência da Polícia Federal na capital baiana e depois transferida à sede da PF em Curitiba.

Deflagrada em 22 de fevereiro, a Operação Acarajé mirou a relação do marqueteiro João Santana, responsável pelas campanhas do ex-presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff, com o esquema de corrupção instalado na Petrobras. O marqueteiro foi preso temporariamente, assim como sua mulher e sócia, Mônica Moura. Na semana passada, o juiz federal Sergio Moro transformou as prisões temporárias de Santana e Mônica em prisões preventivas, ou seja, o casal não tem data para deixar a cadeia. Além de João Santana e Mônica Moura, foram presos na Acarajé o operador de propinas Zwi Skornicki, executivos e uma funcionária da Odebrecht.

A Operação trouxe à tona mais indícios do envolvimento de Marcelo Odebrecht no escândalo do petrolão e escancarou o pagamento de propina do conglomerado no exterior. Documentos em posse da força-tarefa do Ministério Público comprovam que existia uma planilha de pagamentos ilícitos feitos pela Odebrecht, com destinatários como "Feira", uma referência ao marqueteiro João Santana, e JD, em alusão ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu.

Segundo os investigadores, novas evidências mostram que Marcelo Odebrecht detinha o controle do caixa de propina do grupo e conhecimento amplo do uso de offshores para o depósito de dinheiro a corruptos. Na 23ª fase da Lava Jato, as suspeitas são de que Hilberto Mascarenhas Alves Silva Filho e Luiz Eduardo Rocha Soares, que já foram ligados ao Grupo Odebrecht, e Fernando Miggliaccio da Silva, preso na Suíça, atuavam nos pagamentos no exterior por ordem da companhia. Os dois últimos teriam sido retirados do país após buscas e apreensões na Odebrecht em junho de 2015, data da fase da operação que levou o herdeiro do Grupo Odebrecht para a cadeia.

Durante a nona fase da Operação Lava Jato, investigadores detectaram indícios de que subsidiárias da empreiteira Odebrecht repassaram dinheiro a contas no exterior controladas por João Santana. Ao analisarem o material apreendido ainda na nona fase da Lava Jato, os investigadores encontraram uma carta enviada em 2013 pela esposa de João Santana a Zwi Skornicki com as coordenadas de duas contas no exterior. Mônica Moura indicava uma conta nos Estados Unidos e a outra na Inglaterra para os depósitos. De acordo com a investigação, Santana recebeu 7,5 milhões de dólares da Odebrecht e de Skornicki no exterior, além de 21,5 milhões de reais da empreiteira entre outubro de 2014, durante as eleições presidenciais que terminaram com a reeleição de Dilma, e maio de 2015.

 

Fonte: Veja
voltar   home   subir  imprimir
  PUBLICIDADE


| Todos os Direitos Reservados |