LEM News - Notícias que realmente interessam!
(77) 9.9906-1346
Famosos

A apresentadora Fátima Bernardes, 54 anos, confirmou, no sábado (3), o fim do contrato publicitário que mantinha com a Seara, marca do grupo JBS, e que durou três anos. A informação foi dada pela advogada da ex-esposa de William Bonner à revista Veja.

"Não sou mais garota-propaganda da marca Seara. Mas uma cláusula de confidencialidade me impede de dar detalhes sobre o fim do contrato", diz o texto

De acordo com o colunista Ricardo Feltrin, a agência de publicidade W/McCann, responsável pelos comerciais, não se manifestaria sobre clientes e contratados.

O colunista diz, ainda, que, segundo "fontes a par do mercado", Fátima recebia R$ 1,5 milhão a cada seis meses da Seara.

Um dos donos da JBS é o empresário Joesley Batista, que gravou e divulgou áudio de encontro que teve com o presidente Michel Temer. No áudio, o peemedebista teria dado aval para a compra do silêncio do deputado Eduardo Cunha. A gravação foi oferecida ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin em 10 de maio em delação premiada.

Fonte: TRIBUNA HOJE

Joyce Mattos, ex-dançarina do É o Tchan, acusou o Compadre Washington de perseguição e fez um desabafo sobre a dificuldade que enfrenta no meio artístico.

Joyce foi demitida após publicar um vídeo denunciando as agressões do Compadre Washington durante uma turnê. Agora, ela montou a sua própria banda e está lutando pra ganhar espaço na mídia.

“Eu e toda nossa equipe estávamos e ainda estamos correndo atrás de matérias em jornais e entrevistas em programas de rádio e TV de Salvador. Acertamos tudo, marcamos as participações e, de repente, assim do nada, as pessoas desmarcam. Eu pergunto se existe algum problema ou pressão de terceiros e aí a pessoa se cala. Tenho certeza que nesse angu tem caroço! Tem gente me perseguindo, tem gente querendo me barrar  na imprensa para eu nem poder começar a divulgar o meu trabalho. É feio acusar sem provar, mas sei quem anda fazendo isso. É típico dele. É só ver o histórico de confusões”, disse ela.

Sobre o vídeo que denuncia os maus-tratos durante a turnê, Joyce disse não estar arrependida. “Isso ainda rende, mas não me arrependo de nada. Tudo que falei foi verdade e eu tenho provas”, disse ela, que dos ex-patrões só elogia o vocalista Beto Jamaica. “Ele é uma pessoa sensacional e quem me deu a primeira chance. Em vários shows, ele deixava eu cantar no intervalo”, revelou.

Fonte: O TV O FOCO

O cantor Junior Lima abriu o coração no programa do Youtube do cineasta Fernando Grostein, irmão do apresentador Luciano Huck, desabafou sobre os boatos sobre a sua sexualidade.

“Tenho um monte de amigo que é gay e nunca tive problema. Mas quando me chamavam de gay, no fundo eu me incomodava. Eu fingia que não, mas ficava, sim", disse o músico de 33 anos, no programa sobre bullying que foi ao ar nesta quarta-feira.

O irmão de Sandy contou que com o tempo acabou desencanando dos comentários maldosos. "Mas chega uma hora que você se conhece melhor, vê que não precisa provar nada para ninguém. Vivemos numa sociedade machista onde o premiado é aquele que pega mulher. Entender que não tinha que provar nada me fortaleceu”, declarou o irmão de Sandy. “Sou muito bem resolvido mas tudo tem seu preço. Foram longas horas de terapia e crises do pânico”, confessou ele.

Junior Lima também afirmou que sofreu bullying durante boa parte da sua infância e adolescência.

“Era muito bullying, sofria muito! Bullying por causa do cabelo comprido, por ser famoso, pelas roupas e por cantar música sertaneja. No meu colégio tinha muito moleque folgado. "Quem não queria pedir um autógrafo, queria infernizar. Teve um bom período da minha vida que tive que aprender a andar fingindo de surdo no colégio. Tive que superar isso tudo desde cedo”, relembrou, que será papai em breve (a mulher, Mônica Benini, está grávida de Otto, o primeiro filho do casal).

Fonte: EXTRA

Ariana Grande, Justin Bieber, Katy Perry, Miley Cyrus, Coldplay, Pharrell Williams, Niall Horan, do One Direction, Usher e a banda TakeThat farão show em Manchester, na Inglaterra, no domingo, em homenagem às vítimas do ataque ocorrido durante a apresentação de Ariana em 22 de maio.

O show beneficente irá acontecer no estádio de críquete Old Trafford, e a renda será destinada às vítimas do atentado, que aconteceu logo após o final do show de Ariana na Manchester Arena. O Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque do homem-bomba, que matou 22 pessoas.

Ariana está oferecendo ingressos gratuitos às pessoas que estiveram no espetáculo de 22 de maio. O ataque suicida feriu mais de 100 pessoas, a maioria pertencente ao grande contingente de fãs jovens da cantora. Ariana não seu feriu, mas mais tarde cancelou vários shows agendados em Londres e na Europa até 5 de junho.

O evento de domingo será transmitido ao vivo pela televisão e pela rádio BBC, informou o comunicado desta terça-feira, e os ingressos estarão à venda a partir de quinta-feira.

Fonte: Veja

As polêmicas envolvendo os bastidores do seriado “Chaves” continuam, mesmo após muitos anos do fim das gravações e da morte de boa parte dos atores principais. A atriz Maria Antonieta de Las Nieves, que interpretou a Chiquinha, resolveu rebater uma informação de Florinda Meza.

A ex-mulher de Bolaños (o Chaves), havia revelado que Ramón Valdés — intérprete do Seu Madruga — “tinha problemas com drogas”, em conversa com Gugu, na Record. Maria Antonieta, no entanto, saiu em defesa do seu pai na história e disse que nunca viu o ator usando entorpecentes.

“O que posso dizer? Não sei o que as pessoas chamam de drogas. Não sei se alguma vez ele fumou algum cigarro de maconha, mas, sim, sei que tem gente que bebe tanto. Eu nunca vi. Mas ela foi em alguma festa junto com o Ramón, e os dois fumaram juntos ou se drogaram com algo a mais”, ironizou.

Em seguida, Florinda pediu desculpas após a declaração, dizendo que não tinha a intenção de sujar a imagem do ex-colega, morto em 1988. “Ramón era um grande amigo meu e de Roberto. Era seu humorista favorito. Era cavalheiro e sempre cumpriu seu trabalho maravilhosamente”, disse ela.

A declaração de Maria Antonieta foi feita também em entrevista a Gugu, que vai ao ar em seu programa desta quarta-feira (31).

Fonte: TRIBUNA HOJE

O delegado responsável pela investigação da morte do músico do grupo Swing Simpatia acredita que a principal linha de investigação do caso seja execução. Segundo Leandro Teixeira da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), a perícia conseguiu identificar 11 perfurações pelo corpo do surdista da banda, José Nicolau, de 44 anos, mais conhecido como Gu. As primeiras informações dão conta que os autores do crime estavam em um carro grande e preto:

— Já ouvimos familiares e amigos do músico. Agora, nossas equipes estão na rua tentando reunir maiores informações — diz Teixeira.

Ainda de acordo com o delegado, a perícia identificou 11 lesões no corpo do cantor. E que a linha de investigação mais provável é que ele tenha sido executado:

— Nas redes sociais estão surgindo algumas versões sobre o caso, mas tudo ainda está sendo apurado.

O produtor da banda, Leonardo Melo, conta que o Gu Nicolau havia passado no bar e que logo depois iria para Bonsucesso, onde se apresentaria junto com o grupo em uma casa de shows.

— Foi a pior surpresa que poderíamos receber. Ele estava tranquilo. E disse que passaria em seu bar, como sempre fazia, e que depois se encontraria com o restante do grupo já na casa de shows. Mas o pior aconteceu. Estamos arrasados com tudo isso — conta Melo: — O que nos deixa ainda mais chateados é que o Gu era uma pessoa muito querida. Só tinha amigos no meio do samba. Estamos muito triste com tudo isso.

O enterro do arista está programado para este domingo às 11h, no Cemitério Municipal de Nova Iguaçu. O velório será feito na capela do cemitério e está marcado para começar às 9h.

Gu é o integrante careca, de camisa preta e de óculos. Foto: Guilherme Pinto / Agência O Globo

O sambista Dudu Nobre lamentou a morte do amigo e disse que o mundo do samba amanheceu de luto:

— Estou arrasado com essa notícia. O Gu sempre foi um camarada muito tranquilo e de bem com a vida. Era uma grande pessoa e um excelente músico. Ele acabou sendo vitimado por essa violência desenfreada que tomou conta do no nosso estado — lamenta o sambista.

Ainda de acordo com Dudu, a amizade com o surdista do Swing Simpatia começou na época em que eles faziam parte da banda do cantor e compositor Dicró:

— Tínhamos uma relação de amizade muito bacana. O Gu sempre foi muito querido no mundo do samba. A gente sempre se encontrava nos shows.

O caso

De acordo com informações de testemunhas, Gu estava em em frente a seu bar, na Rua Paulo, na Vila Emil, em Mesquita, na Baixada Fluminense, no momento em que foi surpreendido por um veículo que passou pelo local. Na ação, um ocupante do automóvel teria desembarcado e efetuado os disparos. O criminoso fugiu em seguida. O pagodeiro não resistiu aos ferimentos e morreu na entrada do bar.

Ainda segundo os relatos, o crime ocorreu por volta das 22h. Havia clientes no estabelecimento do artista. Durante a madrugada deste sábado, ainda havia vestígios do crime que ocorrera horas antes: rastros de sangue estavam espalhados pelo chão, na calçada, além de marcas nas paredes que seriam oriundas de disparos.

 

Fonte: CIDADE VERDE

Marcelo Rezende gravou um vídeo, postado em sua conta do Instagram, deixando o retiro espiritual onde passou sete dias. O retiro foi incorporado pelo jornalista a seu tratamento contra o câncer no pâncreas e no fígado, revelado no último dia 14, no Domingo  Espetacular, da TV Record. O apresentador do telejornal Cidade Alerta afirmou que está indo para um segundo momento da cura, que “não é só física, mas também espiritual”.

Fonte: Veja

Depois de passar por uma cirurgia aos três meses de gestação, Eliana precisou se afastar de seu programa do SBT por ordens médicas. Na última segunda-feira (22), em seu Instagram, a apresentadora fez um desabafo e revelou que sofreu um deslocamento da placenta. "Fazemos tudo por nossos filhos e já estou cuidando da minha pequena ainda dentro da barriga com muita dedicação. Por conta de um desses acontecimentos que não podemos controlar, apenas aceitar, estou em repouso por ordens médicas. Farei de tudo para que ela cresça e se desenvolva da melhor maneira possível aqui dentro", escreveu.

'Preciso salvar minha filha', diz apresentadora

À espera de uma menina, a apresentadora disse que vai ficar de repouso para evitar maiores complicações. "Preciso salvar minha filha de um parto muito prematuro. Tive um descolamento da placenta. Sei que não depende só da minha vontade e do meu esforço, mas farei o impossível para trazer o meu fruto da melhor maneira que Deus permitir. Enquanto escrevo aqui na cama, sem poder levantar para nada, nada mesmo, lágrimas de dúvidas e medo escorrem pelo meu rosto. Mas tenho fé que em breve trarei boas notícias."

 

'Lidar com essa angústia é um exercício diário de paciência', desabafa artista

Homenageada pelo filho, Arthur, de 5 anos, em seu programa, Eliana disse que está recebendo bastante apoio do primogênito. "Lidar com essa angústia é um exercício diário de paciência, consciência e amor. Arthur me ajuda muito nesse desafio. Ele está sempre comigo quando volta da escola. Este é o melhor momento do meu dia, pois seu astral e alegria enchem meu coração de esperança. Juntos, nós desenhamos, conversamos e brincamos na medida do que eu posso. Ele está até se divertindo ao escalar a minha cama, que é alta, quando vem fazer desenhos ao meu lado para relatar o seu dia. Seu carinho comigo e com a irmã emociona quem vê. Já passa a mãozinha na barriga e conversa com ela dando o seu 'Oi, irmãzinha'. Não conheço criança mais doce que ele."

 

Eliana agradece apoio de Silvio Santos

Na postagem, Eliana ainda contou que recebeu bastante apoio do noivo, Adriano Ricco, parabenizado pela gestação da companheira por Luciano Huck, e de Silvio Santos, que torceu por sua gravidez. "Adriano e minha mãe também me ajudam bastante. Sempre me doei em tudo o que fiz. Mas nunca fiz nada sozinha, pois estive cercada de pessoas igualmente envolvidas e dedicadas. Desta vez, agradeço a paciência de todos que me acompanham, incluindo meus queridos da produção, diretores do SBT e a família Abravanel, em especial ao Silvio Santos, pois pela primeira vez, em tantos anos, me retiro dos palcos temporariamente por um bem maior e com o apoio amoroso e sincero de todos."

Patrícia Abravanel assume comando do 'Programa Eliana'

Com o afastamento da apresentadora, Patrícia Abravanel vai assumir o comando do "Programa Eliana" por tempo indeterminado. "Tenho certeza que Patricia fará tudo com muito respeito, carinho e será um sucesso! Eu estarei assistindo realizada. É hora de me tranquilizar. Vou terminando por aqui. Acho que já escrevi demais", finalizou.

Fonte: Pure People

Kid Vinil  em sua casa em S.P., setembro de 2016 (Foto: Alessandra Gerzoschkowitz/EGO )

Antes de passar mal, Kid Vinil cantava com outros artistas dos anos 1980, como Kiko Zambianchi e Ritchie, em um clube de Conselheiro Lafaiete. Nos últimos dias, amigos afirmaram nas redes sociais que o quadro do cantor tinha se agravado e pediram orações por sua recuperação.

 

Hits nos anos 80

 

Antônio Carlos Senefonte nasceu em Cedral, no interior de São Paulo, em 10 de março de 1955. Com o apelido Kid Vinil, ele se destacou com trabalhos como cantor, radialista, jornalista, VJ e DJ.

Kid ganhou fama no cenário do rock nacional nos anos 80 com a banda Magazine, anteriormente chamada de Verminose. Ted Gaz, Lu Stopa e Trinkão completavam o grupo.

Fonte: G-1

O ator Marcos Tumura morreu em São Paulo na madrugada desta quinta-feira, aos 49 anos. De acordo com amigos, ele passou mal após uma partida de vôlei e foi levado para o Hospital 9 de Julho, mas não resistiu. O velório é no Cemitério do Araçá e a cerimônia de cremação às 21h.

Em cartaz no musical Forever Young, Marcos era uma das estrelas da nova fase do teatro musical brasileiro, além de fazer pequenos papéis na TV, como na novela Sol Nascente, da Globo. Ele faz parte dessa primeira geração de grandes intérpretes do novo boom dos musicais no Brasil, iniciado em 2001, com a primeira montagem nacional de Les Misérables. Ele viveu o protagonista Jean Valjean e gostava de brincar com seus traços (nascido em Curitiba, tinha ascendência italiana e japonesa), o que, dizia, o tornava um improvável francês. “O Brasil é uma miscigenação só, não tem nenhum problema”, divertia-se.

Muito amigo de Claudia Raia, estrela de diversos musicais, Tumura foi bailarino em espetáculos como Não Fuja da Raia (1991), Nas Raias da Loucura (1992) e Caia na Raia (1995), além de participar de todos os mais recentes musicais patrocinados pela atriz, como Cabaret (2011), Crazy for You (2013) e Raia30 (2015). Era no estúdio de Tumura, no bairro da Barra Funda, aliás, que Raia iniciou os ensaios de seu próximo trabalho, Cantando na Chuva.

Antes de iniciar o grande momento de sua carreira, Tumura participou da fase de “pré-aquecimento” ao estrelar Aí Vem o Dilúvio (1998) e Rent (1999). Foi o sucesso dessas montagens que incentivou a empresa CIE (hoje transformada em Time For Fun) a investir nas grandes produções da Broadway, começando com a reforma do antigo Teatro Paramount, transformado primeiro em Abril e, agora, Renault.

Fonte: Veja

Marcelo Rezende foi socorrido e internado desde a segunda-feira. Foto: Instagram/Reprodução

 
O apresentador do Domingo show, Geraldo Luís, pediu orações para o amigo Marcelo Rezende. O jornalista, à frente do Cidade alerta, foi socorrido na manhã da segunda-feira e encaminhado para o hospital Albert Einstein, em São Paulo. "A aliança com Deus nos faz estar do lado de quem a gente precisa de verdade e ama de verdade. Deus sempre escolhe corações que nos aliviam e nos deixam em paz. Amor além da Alma. Peço a cada um de vocês que orem por ele...tudo dará certo", escreveu Geraldo, como legenda para fotografia copiada do Instagram do colega de profissão.
 
A mensagem preocupou os fãs de Marcelo Rezende e alguns chegaram a cogitar a possibilidade de um câncer, apesar de não haver indícios de qual seria a doença. Até o momento, não foram divulgados detalhes sobre o estado de saúde dele nem os exames aos quais foi submetido. A assessoria de imprensa da Record confirma que ele continua internado, mas não está autorizada pela família a dar mais informações.
 
Através das redes sociais, Marcelo Rezende tem feito publicações sobre fé religiosa. "Minha aliança é com DEUS. E ELE escolhe os corações que sempre estarão contigo. E tudo se torna mais simples e mais fácil", refletiu, nesta quarta-feira. Na terça-feira, ele escreveu "AMOR, OBEDIÊNCIA, DISCIPLINA - isso é FÉ, que tenho na hora das vitórias e quando o mal sobrevém. Quem nos guarda é DEUS". No dia do internamento, o jornalista compartilhou uma foto ao lado de Geraldo Luís, quem o ajudou quando passou mal. 
 

Marcelo Rezende tem 65 anos e ficou conhecido após comandar o Linha direta, em 2000, na Globo. Ela é famoso pelos bordões "corta pra mim" e "comandante Hamilton", muito repetidos durante os programas. Desde a segunda-feira, ele tem sido substituído por Luiz Bacci no Cidade alerta. O afastamento, de acordo com a Record, já estava previsto, devido a uma semana de folga do apresentador.

Fonte: Dirio de Pernambuco

Nelson Xavier, de 75 anos, morreu na madrugada desta quarta em um hospital de Uberlândia. O artista nasceu em São Paulo, mas viveu boa parte de sua vida na capital fluminense.

Tereza Villela Xavier, filha do ator, usou sua página no Facebook para falar sobre a perda do pai.

"Lamento informar a quem possa interessar que meu pai, Nelson Xavier, faleceu esta noite em Uberlândia. Seu corpo será transferido, celebrado e cremado no Rio de Janeiro em cemitério ainda não determinado. Agradeço desde já as mensagens de apoio. Ele virou um planeta! Estrela ele já era. Fez tudo que quis, do jeito que quis e da sua melhor maneira possível, sempre", escreveu ela.

Em 2014, durante o Festival de Gramado, Nelson Xavier contou que fez tratamento contra o câncer de próstata em 2004 e que estava livre da doença. Foi lá também que recebeu o prêmio de melhor ator com "A despedida", um de seus últimos trabalhos.

Nelson Xavier já vinha sendo tratado em uma clínica de geriatria na cidade, prestadora de serviço do Hospital Santa Genoveva. Segundo informações do hospital ao G1, ele deu entrada nesta terça-feira (9), às 10h57 e, em seguida, transferido para um quarto particular. A morte, por volta das 0h45, ocorreu após o agravamento de uma doença pulmonar.

"O ator faleceu próximo a amigos e familiares. Estava com o semblante sereno", disse o o médico geriatra Tiago Ferolla.

Perfil

Nelson Agostini Xavier nasceu em São Paulo, em 30 de agosto de 1941. Chegou a cursar Direito, mas a paixão pelo cinema mudo o estimulou a mudar de profissão. Nos anos 1950, entrou para a Escola de Artes Dramáticas da Universidade de São Paulo e também para o Teatro de Arena – um dos mais importantes grupos de artes cênicas daquela época.

Atuou, então, em suas primeiras peças, entre elas "Eles não usam black-tie" (1958), de Gianfrancesco Guarnieri, "Chapetuba Futebol Clube" (1959), de Oduvaldo Vianna Filho, "Gente como a gente" (1959), de Roberto Freire, e "Julgamento em Novo Sol" (1962), de Augusto Boal.

Nelson era tímido e chegou a acreditar que não tinha vocação para as artes dramáticas, queria trabalhar atrás das câmeras. “Eu tive muita dificuldade em começar a fazer televisão. As máquinas eram enormes, eu tinha pavor, até tremia”, contou ao site Memória Globo. Nessa época, também foi jornalista. Com o diretor Eduardo Coutinho, trabalhou como revisor na revista "Visão", onde passou a colaborar também como crítico de cinema e teatro.

Fonte: G1

 

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) lançou hoje (9), em Brasília, a sua nova campanha contra a escravidão.

“50 For Freedom” tem a meta de conseguir que 50 países assinem um protocolo sobre trabalho forçado criado em 2014.

Por enquanto, 13 países já assinaram. A OIT tenta a assinatura do Brasil.

O ator Wagner Moura estrela a campanha. Ele é um dos embaixadores da OIT.

No vídeo, pede a colaboração do público, que pode ajudar postando a hashtag #AssinaBrasil e compartilhando uma foto de sua assinatura.

“Sua assinatura é a maior arma contra a escravidão moderna”, diz a campanha.

A criação é da agência Nova/SB

Fonte: EXAME

A investigado por agredir Emilly Araujo durante participação no Big Brother Brasil, o médico fez novos comentários sobre a estudante em vídeo transmitido pelo Instagram na madrugada dce terça.

"Desiludir o povo com isso. Ficar forçando a barra é até um desrespeito a minha pessoa. Poxa, deixei bem claro. Não forcem a barra! Traição não tem perdão. Eu defendi a hombridade, a retidão de caráter, a verdade o programa inteiro, o amor próprio. Eu tenho amor próprio. Quem me ama tem que aceitar as minhas escolhas", disse ele.

Marcos também comentou que Emilly foi a responsável pela expulsão dele no programa.

"O que escrevi naquela carta é tudo verdade. Me dá uma peninha desses grupos que ficam apostando num relacionamento que não vai existir. Ele existiu, sim, e da minha parte foi verdadeiro. Mas agora não vai mais existir. E a verdade vem aos poucos aparecendo", disse.

Processo

Na madrugada desta terça-feira (3), vazou o suposto depoimento que a ex-BBB Emilly Araújo teria concedido à Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher sobre as agressões que sofreu do médico Marcos Harter ainda durante o programa.

Segundo o texto que rapidamente começou a ser compartilhado nas redes sociais, Emilly teria dito que sofreu lesões após a festa Retrô, no dia 1º de abril.

"Emily não lhe disse a causa, pois não queria prejudicar o Marcos. Que a partir daí tais apertões, beliscões e torções de punho, como demais constrangimentos, foram aumentando de intensidade, porém a declarante sempre perdoava Marcos, chegando a ter quatro términos do relacionamento com reconciliação, visto que este demonstrava arrependido de suas atitudes. E ela, muito apaixonada, o perdoava não se dando conta de que aquele relacionamento estava lhe fazendo mal", relata o depoimento, que ressalta o fato da campeã do programa ter sido atendida pelo médico de plantão.

Nas declarações dela, também há uma passagem onde fica detalhado o dia em que o cirurgião plástico a encurralou e apontou o dedo em seu rosto. Emily, no entanto, teria dito que não pretende pedir medidas protetivas, mas sabe que tem esse direito. Procurada, a Polícia Civil diz que não divulga videos nem áudios em investigações que estão em andamento.

 
Fonte: R7

O corpo do cantor Belchior chegou ao Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, por volta da 1h da madrugada desta segunda-feira (1), de onde foi embarcado em um voo fretado pelo governo cearense. Até às 6h, o corpo ainda não havia chegado à cidade de Sobral, onde será realizado um dos velórios. A segunda cerimônia acontece em Fortaleza, capital cearense.

O veículo fúnebre que transportava o cantor chegou pelo 8, na Avenida Sertório, acompanhado por um veículo da secretaria de governo gaúcho. Belchior morreu em casa, na cidade de Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio Pardo, onde vivia uma vida reclusa.

Belchior morava há quatro anos em Santa Cruz do Sul, distante cerca de 150 km de Porto Alegre. Há um ano e meio, ele e a mulher viviam em uma casa cedida por um amigo. Foi neste local que o cantor e compositor cearense amanheceu morto no domingo (30).

Fonte: G-1

A mulher do ator Stênio Garcia, Marilene Saade, que entrou em coma no final de março por complicações após uma cirurgia para a retirada do útero, contou, em seu perfil no Instagram, ter sofrido de uma doença “estranha” no pulmão, a Sara — Síndrome da Angústia Respiratória do Aguda . “Estou em casa me recuperando de uma coisa muita estranha chamada SARA, que se deu depois da cirurgia”, disse Marilene Saade no vídeo, em que agradece pelas mensagens de apoio e carinho recebidas.

Marilene foi internada no dia 29 de março na Clínica São Vicente, no Rio de Janeiro, para uma histerectomia, operação em que se retira o útero,, devido a um mioma benigno. Depois de sofrer complicações, foi levada ao CTI, o Centro de Terapia Intensiva, e chegou a perder 9 kg. Embora já esteja em casa, segue em recuperação.

A Síndrome da Angústia Respiratória do Aguda (Sara) é uma insuficiência respiratória aguda grave que pode resultar no acúmulo de líquido nos pulmões desenvolvimento de um tipo edema pulmonar. Foi descoberta na década de 1960, durante a Guerra do Vietnã, quando médicos militares começaram a atender um número cada vez maior de pacientes vítimas de intoxicação em função do chamado “agente laranja” e outras substâncias químicas utilizadas para desfolhamento de florestas e localização dos esconderijos inimigos.

Fonte: Veja

O cantor Jerry Adriani, que morreu neste domingo, no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca,  nesta segunda-feira. O velório acontece de manhã no Cemitério Francisco Xavier, no Caju, Zona Portuária do Rio. O enterro aconteceu à tarde. Ídolo da Jovem Guarda, o artista morreu às 15h30 deste domingo (23), aos 70 anos. Ele enfrentava um câncer.

A família confirmou a morte do artista ao G1 por telefone. Recentemente, Jerry Adriani também havia sofrido uma trombose em uma das pernas. Ao se internar, foi diagnosticado o câncer.

Jair Alves de Souza nasceu em 29 do janeiro de 1947, no bairro do Brás, em São Paulo. Adotou o nome artístico de Jerry Adriani quando começou sua carreira como cantor, em 1964. O primeiro disco foi "Italianíssimo", quando cantava músicas em italiano, algo que seguiu fazendo em toda a carreira.

Em 1965, o cantor passou a gravar em português, com músicas reunidas no disco "Um grande amor". Também na década de 1960, Jerry virou apresentador do programa “Excelsior a Go Go”, da TV Excelsior. O programa coapresentado por Luiz Aguiar era um musical com apresentações de artistas como Os Vips, Os Incríveis e Cidinha Santos.

Outro programa musical que ele comandou foi "A grande parada", no ar pela TV Tupi em 1967 e 1968. Ele era um dos apresentadores ao lado de Neyde Aparecida, Zélia Hoffmann, Betty Faria e Marilia Pêra.

Além da TV, Jerry se aventurou pelo cinema. Ele cantou e atuou em “Essa gatinha a minha” (com Peri Ribeiro e Anik Malvil); “Jerry, A grande parada”; e “Jerry em busca do tesouro” (com Neyde Aparecida e os Pequenos Cantores da Guanabara).

Jerry Adriani também aproveitou de sua fama para dar apoio a novos artistas. Ele, por exemplo, foi um dos primeiros a incentivar um então pouco conhecido Raul Seixas.

Raulzito e os Panteras atuaram como banda de apoio de Jerry por três anos. O cantor gravou músicas de Raul (”Tudo que é bom dura pouco”, “Tarde demais” e “Doce doce amor”) e foi produzido pelo maluco beleza entre 1969 e 1971.

Depois da TV e do cinema, Jerry tentou a sorte no teatro. Em 1975, participou do musical “Brazilian Follies”, tendo ficado um ano e meio em cartaz. Após essa experiência, ele seguiu fazendo shows e gravando discos. Em 1985, lançou "Tempos Felizes", com regravações dos tempos de Jovem Guarda. No inicio da década de 1990, Jerry se dedicou a um disco sobre as origens do rock, com o nome "Elvis Vive". Em 1994, participou da novela “74.5 uma onda no ar”, exibida pela TV Manchete. Um ano depois, fez shows para comemorar os 30 anos da Jovem Gurda e participou como convidado especial de uma coletânea do estilo.

Em 1996, voltou à música italiana, com o disco CD “IO”. Em 1997, teve duas músicas em trilhas de novelas da Globo. "Engenho" fez parte da trilha de "A indomada", e “Con te partiró", dueto com a italiana Mafalda Minnozzi, foi parar na trilha de "Zazá". Versões de Legião Urbana

Também na década de 1990, saiu o disco "Forza Sempre" (1999). O trabalho tinha apenas músicas da Legião Urbana regravadas em italiano. Foi um dos maiores sucessos da carreira de Jerry Adriani desde os tempos da Jovem Guarda. De acordo com o site oficial do cantor, bateu a marca de 200 mil cópias. De quebra, "Santa Luccia Luntana" foi bastante tocada na novela "Terra Nostra".

O primeiro DVD da carreira foi gravado em 2007, no Canecão, no Rio. “Jerry Adriani Acústico Ao Vivo” trouxe sucessos e inéditas em formato acústico. Em 2011, lançou o CD “Pop, Jerry & Rock”, incluindo homenagem para Raul Seixas e Tim Maia na música “2012”. A ideia de cantar outros ícones da músicas brasileira e do rock rendeu ainda o show “Jerry toca Raul & Elvis”. Em 2014, Jerry Adriani completou 50 anos de carreira. Ele seguia em turnê pelo Brasil.

Fonte: G-1

O fim de semana foi agitado na Fórmula 1. Além do Grande Prêmio do Bahrein, vencido por Sebastian Vettel neste domingo, outro ponto que chamou a atenção foi polêmica envolvendo Felipe Massa e Max Verstappen. Após a repercussão negativa do caso, o holandês se retratou, e pediu desculpas ao povo brasileiro.

Após a realização do treino classificatório no sábado, Verstappen, que conseguiu a sexta colocação no grid de largada, declarou que Massa o atrapalhou na sua última tentativa de abrir volta rápida, o que poderia ter feito o holandês largar em uma posição melhor. Além disso, o piloto da Red Bull finalizou as reclamações sobre o Felipe dizendo que não conversaria com ele. “Bom, ele é brasileiro, então não há muito o que falar”, disse Max.

Diante da repercussão negativa, Verstappen utilizou seu Instagram para esclarecer a história e pedir desculpas ao povo brasileiro, dizendo que sua fala foi tirada de contexto e que tem um carinho especial pelo Brasil, ainda mais pelo resultado de 2016, quando terminou em terceiro. “Sinto que preciso esclarecer minhas falas após o treino classificatório deste fim de semana. Sendo um piloto movido pela paixão, fiquei decepcionado com minha última volta e tive uma reação emocional que foi tirada de contexto. De modo algum quis insultar o povo brasileiro, que eu respeito muito e que sempre me trata muito bem quando eu visito o País”, escreveu.

Além disso, Verstappen lembrou grandes pilotos do Brasil que estão gravados na história da Fórmula 1, e se desculpou com todos os brasileiros. Além disso, o holandês disse que está ansioso para correr em Interlagos, no dia 12 de novembro. “Um dos destaques da minha carreira foi o GP do Brasil o ano passado, e foi muito especial fazer isso em um País que teve lendários pilotos, como Senna, Fittipaldi e Piquet. Gostaria de pedir desculpas a todos os brasileiros que se sentiram ofendidos, e estou ansioso para correr no País deles novamente”, finalizou

Fonte: Veja

Um dia depois de vencer a 17ª edição do Big Brother Brasil, a estudante gaúcha Emilly Araújo compareceu ao programa Mais Você (TV Globo) e, em conversa com a apresentadora Ana Maria Braga, falou sobre sua relação com o namorado na casa, o médico Marcos Härter, após o fim do reality show. Emilly contou que foi avisada, ao deixar a casa, sobre a reação de Marcos depois de sua expulsão. “Me avisaram: ele saiu e começou a falar mal de ti”, comentou. “Disseram que no momento em que ele saiu, ele ficou contra mim.”

O médico foi expulso da atração a dois dias do fim, acusado de agredir fisicamente Emilly. A vencedora da atração, no entanto, afirmou que tinha expectativa de reencontrá-lo na final do programa e disse que o conflito “não muda tudo o que aconteceu e o quanto eu me entreguei para ele. A gente não para de sentir.”

A estudante disse também que espera poder conversar com ex-namorado abertamente sobre tudo o que ocorreu durante o programa. “Mesmo que ele não queira mais, eu gostaria de colocar em pratos limpos”, disse

Fonte: Veja

O comediante e ator Charlie Murphy morreu em um hospital de Nova York aos 57 anos enquanto dormia, nesta quarta-feira, segundo o site TMZ. Murphy, que sofria de leucemia e cujo irmão mais novo é o astro Eddie Murphy, era redator de esquetes e membro do elenco do humorístico Chappelle’s Show, do canal Comedy Central. “Obrigado pelas histórias inesquecíveis, Charlie Murphy. Você vai deixar saudade”, escreveu a emissora no Twitter.

O nativo do bairro nova-iorquino do Brooklyn também roteirizou e atuou em alguns dos filmes de seu irmão, incluindo Norbit – Uma Comédia de Peso, de 2007.

Comediantes de destaque expressaram seus pêsames e elogios ao colega após a notícia de seu falecimento. “Acabamos de perder um dos irmãos mais engraçados e verdadeiros de todos os tempos”, escreveu o aclamado comediante de standup Chris Rock. “Descanse em paz, Charlie Murphy.”

Fonte: Veja
voltar   home   subir  imprimir
  PUBLICIDADE


| Todos os Direitos Reservados |